Plano de Saúde: 6 cuidados ao contratar

plano de saúde: cuidados ao contratarO plano de saúde é um dos benefícios mais importantes para a equipe e também um dos mais caros. Levantamento da Mercer Marsh Benefícios mostra que os gastos com planos de saúde passaram a representar o equivalente a 11,54% dos gastos das empresas com a folha de pagamentos.

Na hora de contatar um plano de saúde muitas pessoas podem ficar perdidas por haver muitas opções, tanto de operadoras como de planos. Por isso é preciso ter atenção aos detalhes e a todas as informações para que não se faça a escolha errada.

6 Cuidados ao contratar o Plano de Saúde

A fim de te ajudar a escolher o plano de saúde ideal para seu perfil, separamos algumas dicas:

1 – Buque informações sobre a empresa

É preciso saber se a operadora tem um serviço de qualidade e o que os beneficiários dizem sobre ela. Por isso é indicado conversar com pessoas que usam os planos dela, fazer uma pesquisa na internet e até mesmo no site da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). Lá é possível encontrar um ranking com as reclamações dos usuários.

2 – Escolha o plano de acordo com as suas necessidades

O preço precisa ser levado em consideração na hora da escolha para não pesar no bolso, porém não adianta pagar barato e não ter as coberturas que precisa. Deve-se verificar quais são os tipos de atendimento que irá precisar, como consultas, exames, internações e obstetrícia, e assim escolher um que garanta tudo o que se precisa.

3 – Pense na área de cobertura

Para tentar economizar, algumas pessoas acabam optando pelos planos regionais e essa pode ser uma boa alternativa para quem não costuma viajar. Mas se esse não é o seu caso, essa economia pode sair cara. Se você viaja muito, o mais adequado é optar por um plano com cobertura nacional.

Algumas operadoras contam também com reembolso de despesas no exterior e isso pode ser útil para quem faz muitas viagens internacionais.

4 – Confira a rede de atendimento

Não adianta ter um plano completo com cobertura nacional e contar com poucos médicos em sua cidade. Por isso é preciso verificar a rede credenciada, se ela conta com diversas opções de médicos e se as especialidades cobertas são bastante diversificadas.

Além disso, é preciso verificar os hospitais que atendem ao plano, se ficam próximos a você e se prestam um bom serviço.

5 – Escolha a melhor modalidade de pagamento

É possível contratar um plano com coparticipação. Nesse caso, a mensalidade é mais baixa, porém sempre que um procedimento é utilizado cobra-se uma taxa por ele.

A modalidade sem coparticipação tem uma mensalidade maior, porém não existem taxas extras. Ele é mais indicado para quem precisa usar o plano com uma certa frequência.

6 – Escolha o melhor tipo de plano

É possível ter um plano individual, familiar ou empresarial, sendo o primeiro indicado para quem quer um plano e não está vinculado a nenhuma associação ou empresa. O plano familiar também é um plano particular, porém permite que se inclua mais de um membro da família e assim os valores reduzem um pouco.

O plano empresarial é o mais utilizado, e isso não é à toa. Com ele é possível se conseguir valores bem menores sem perder em nada a cobertura e qualidade dos serviços. Para que se possa ter ele é preciso que a empresa disponibilize essa opção aos colaboradores.

Viu como você pode cuidar de sua saúde tendo apenas um pouco de cuidado ao escolher o plano? Então fique atento ao contratar o seu!

Olá! Se você gostou do artigo, compartilhe com os amigos por e-mail ou pelas redes sociais. Assim você vai compartilhar conhecimento e ajuda a divulgar o Caminhando Junto. Obrigado!

Coaching, palestras de motivação, treinamento de liderança