Liderança | As lições de Dunga e Thiago Silva

Desenvolvimento de Líderes. Thiago SilvaAcredito que nunca se falou tanto em liderança, engajamento, alta performance e trabalho em equipe. Centenas de livros são publicados, filmes são lançados todos os dias abordando a liderança. Mas, no dia a dia a banda toca diferente, não é? É o que nos mostra o recente episódio na Seleção Brasileira, entre Dunga e Tiago Silva.

De um lado temos um high potential, jovem e já consagrado no futebol mundial, vencedor de inúmeros prêmios individuais. Mas que também participou dos piores momentos da Seleção Brasileira e, em vários momentos, deixando evidente a necessidade de seguir um líder motivador e orientador.

Do outro lado, temos um “líder” centralizador, de pouco diálogo e que questionado responde agressivamente. Para ele, o colaborador é quase um soldado que cumpre ordens sem questionar a hierarquia.

Por incrível que pareça, este líder foi a escolha para resgatar a credibilidade da Seleção Brasileira, perdida de forma surpreendente na Copa do Mundo contra a Alemanha. Os primeiros resultados amistosos confirmam o desempenho do líder e o mantêm no cargo, mas o episódio mostra as falhas que impedem este tipo de liderança de implantar um trabalho de longo prazo.

Liderança e Comunicação

Todas as vezes que o líder acredita ser desnecessário conversar com a equipe, ele acaba por fazer bobagem. Lembre-se sua equipe é o bem mais precioso que existe. Ela tem que ser a primeira a saber qual o seu plano e entender porque cada passo será dado. Thiago Silva descobriu a perda da posição de capitão na seleção de surpresa, assim como sua posição de reserva.

Ninguém é insubstituível e toda posição de destaque pode ser perdida, mas nunca de surpresa. Ser avisado na última hora de que você não é mais o responsável por um  projeto na empresa, destrói a motivação e expõe o grupo.

Foi o que aconteceu. A imprensa percebeu a falha de liderança de Dunga e pressionou Thiago Silva para desabafar em público. Este é o papel da imprensa, criar polêmica. Assim como a rádio peão mina a confiança da equipe e sabota projetos importantes.

E qual foi a resposta do líder? Truculenta. “Ninguém é dono de nada na Seleção“, a frase mostra o modelo de liderança e a qualidade do diálogo interno.

Lembre-se: quanto melhor a Comunicação Interna, quanto mais estreito for o diálogo do líder com sua equipe, menos importância a rádio peão terá. Porque a confiança será construída no dia-a-dia, com transparência.

Muito se fala da diferença entre poder e autoridade. Dunga tem o poder do cargo, mas não está conquistando a autoridade do líder. Da mesma maneira que um novo gerente de vendas que chega pressionando a equipe, os resultados de curto prazo vão aparecer, mas é impossível ter perenidade. Como, Alex Ferguson tornou-se uma referência não só pelos títulos que conquistou, mas também por ter permanecido no comando do Manchester United por quase 27 anos.

Só para finalizar, uma frase de outro esportista: “O talento vence jogos, mas só o trabalho em equipe ganha campeonatos.” Michael Jordan

Olá! Se você gostou do artigo, compartilhe com os amigos por e-mail ou pelas redes sociais. Assim você vai compartilhar conhecimento e ajuda a divulgar o Caminhando Junto. Obrigado!

Liderança e Motivação. A História dos 2 Sonhos