10 Poderes dos Líderes em Superação

Líderes de superação e motivaçãoQual a relação entre liderançaresiliência e as vítimas de grandes desastres? Entenda com este ótimo artigo de José Luiz Tejon.

Desenvolvo uma tese de doutorado, na área de Ciências da Educação, sobre a Pedagogia da Superação. Na pesquisa, estudei casos reais de superação, e analisei casos de grande frustração. Estou indo desde parentes das vítimas da tragédia da Boate Kiss, em Santa Maria, até personalidades que constituíram fundações relevantes, pós riqueza pessoal conquistada.

Identifiquei características as quais denomino de 10 poderes que nos permite analisar e avaliar seres humanos com a potência instalada da superação, comparados a outros que não as possuem.

Para os líderes, educadores e pedagogos, além de pais e amigos, prestar atenção nesses aspectos permitiria educar seres humanos para o inevitável reino das incertezas e a óbvia necessidade em vida da arte de superar, sob distintas e diversas circunstâncias.

10 Poderes dos Líderes de Alta Performance

1 – Limiar de dor. Pessoas superantes não sofrem tanto com as dores da vida, e têm maior resistência e resiliência. Suportam mais.

2 – Atraem ajuda e amor. Superantes desenvolvem o talento da sedução, se tornam seres mais amáveis e amados do que a média. Conquistam ajuda.

3 – Cultivam habilidades, desenvolvem o saber fazer, revelam um dom. Esse poder será essencial no processo superante.

4 – Amam. Possuem e estimulam a competência de saber e de gostar de amar, situações, causas, pessoas e o entorno onde vivem.

5 – Sintropia. Uma força da natureza que combate a entropia, a destruição. Isso fica revelado na pessoa com a vontade da inovação e da criatividade. Falo do patchworking da Martha, uma generosa mulher que participou do drama das vítimas do césio em Goiânia.

6 – Sentidos e significados resignificados a partir do desafio a ser superado. Aspectos mais elevados e evolutivos no por que viver.

7 – Capacidade de estabilização. Conforme cresce, supera passo a passo, consegue administrar e manter disciplina estabilizante.

8 – Neotonia, virtude de manter sua infância, sua criança interior viva. Esse poder alimenta a esperança, o jogo, a ludicidade, o aprender a aprender.

9 – Foco, potência humana de concentrar suas forças em alvos escolhidos e priorizados por valores ascensionais: o prestar atenção nas batatas.

10 – Por fim e ao longo de todo processo da superação, assumir o papel de protagonista, e fugir da vítima e da vitimização.

Para educar, atender e cuidar de seres humanos, em momentos superantes, ou em situações mesmo mais amenas, como coaching, por exemplo, cabe ao líder avaliar dentro desses 10 poderes, quais são fortemente revelados pela pessoa, quais fragilizados e outros ausentes.

Atuar sobre o fortalecimento dos poderes já instalados nos seres humanos e melhorar os seus “mínimos” permitirá que todo suporte, estrutura, treinamento e apoio seja mais bem sucedido.

Nos casos de fracassos da superação, onde acompanhei inclusive um caso de suicídio, aos poucos foram sendo eliminados, no caso estudado todos os 10 poderes, um a um, até o infeliz desenlace.

Analise a si mesmo, e preste atenção nas pessoas ao seu redor. Você irá constatar esses 10 poderes como presentes ou ausentes. A boa notícia está em acreditar que todos trazem dentro de si a capacidade, o poder e a potência para desenvolver e aprender os alicerces da superação. Este diagnóstico serve para pessoas, equipes e organizações empresariais com ou sem fins lucrativos.

José Luiz Tejon Megido é colunista da Rádio Estadão de São Paulo, Mestre em Educação, Arte e Cultura pela Universidade Mackenzie, Doutorando em Ciências da Educação pela Universidad deLa Empresa, do Uruguai, Dirigente do Núcleo de Agronegócio da ESPM, entre outros.

Olá! Se você gostou do artigo, compartilhe com os amigos por e-mail ou pelas redes sociais. Assim você vai compartilhar conhecimento e ajuda a divulgar o Caminhando Junto. Obrigado!

Treinamento, Coach e Curso de Liderança