Alta Performance | A importância da Ação

Líder de Alta Performance. Curso de LiderançaJá diz uma frase antiga que o sucesso é fruto de “1% de inspiração e 99% de transpiração”. Realmente a Alta Performance acontece quando partimos para a ação. Será que é justamente isto que está faltando pra você realizar mais?

No post anterior, conversamos um pouco sobre a importância de você definir claramente suas metas e planejar bem o seu caminho.

Mas planejar apenas não basta. Na verdade, é fundamental partir pra ação e daí vamos conversar hoje sobre duas palavras: procrastinação e diligência.

Alta Performance: Procrastinação

Procrastinação é o famoso “deixa pra depois”. Você sabe o que tem de ser feito, mas alguma força maior o convence a deixar pra outro momento, mas este outro momento nunca chega, não é?

A procrastinação cria situações tão comuns que viram piada, por exemplo, qual é o dia internacional de começar o regime? Segunda-feira!

O grande problema da procrastinação é que ela chega silenciosa e aos poucos vai te amolecendo e quando você menos perceber… Seus sonhos (e responsabilidades) ficaram para trás. O sofá vai te abraçando e ficar horas vendo TV parece algo “interessante”…

Alta Performance: Diligência

Desenvolvimento de Líderes. Diligência

A diligência está no outro oposto à procrastinação, acontece quando tomamos a decisão de fazer o que precisa ser feito. A diligência está presente em cada momento em que tomamos a liderança de nossa vida, no momento em que a preguiça não nos impede de acordar mais cedo para caminhar, quando enfrentamos rapidamente uma situação difícil ou desconfortável no trabalho, quando entregamos nossas tarefas antes do prazo definido.

Ninguém pode ser obrigado a ser diligente, assim como ninguém é forçado a ser um procrastinador. É sempre uma questão de escolha.

Se você pegar uma caneta, agora, e listar as 5 coisas que PRECISA fazer, a decisão estará em sua mão: realizar ou adiar.

Líderes que não realizam

Olhe em volta, pense nos colegas de trabalho, nos amigos e em você. Qual das palavras é mais comum? Por incrível que pareça, a procrastinação vem se alastrando como uma doença contagiosa e quando encontramos alguém que pratica a diligência percebemos que ela é rotulada de exigente, sistemática, chata…

Nos programas de desenvolvimento de líderes encontro com frequência profissionais especialistas em “terceirizar” suas responsabilidades. Para cada problema há uma justificativa: a culpa é da equipe, do cliente, do mercado, dos indicadores…

Outro dia, numa reunião com um grupo de líderes, todos cobravam mais liberdade e apoio da alta gerência para melhorar os resultados da empresa. O discurso parecia muito bonito, mas então eu fiz uma pergunta: “o dever de casa está feito?”

A grande maioria tinha tarefas à realizar, adiadas por um sem número de razões. A procrastinação era a palavra de ordem.

Então, sonhe e sonhe alto, planeje com bom senso e ousadia, mas realize! Se você não partir para a ação, nada vai mudar e o tempo pode cobrar um preço muito alto. Deixe de lado a preguiça, o conforto fácil do sofá e vá atrás do que deseja.

A escolha é sempre sua.

Olá! Se você gostou do artigo, compartilhe com os amigos por e-mail ou pelas redes sociais. Assim você vai compartilhar conhecimento e ajuda a divulgar o Caminhando Junto. Obrigado!

Curso de Liderança. Motivação no trabalho. Coaching