Medo de falar em público

Dicas para falar em públicoNa hora de falar em público, você se sente num labirinto?

Palpitação, suor e até formigamento nas mãos podem indicar nervosismo extremo quando vivemos uma situação pouco familiar ou até constrangedora.

A , pode ser interpretada para alguns como uma experiência tão repugnante como se estivesse num beco sem saída ou um labirinto.

Mas por que e gostam de se expor e outros evitam essas chances?

A resposta pode estar na forma como cada um encara a oportunidade.

Na lista abaixo, você confere possíveis formas de interpretação de cada um dos perfis:

Gosta de falar em público

Não gosta de falar em público

O que tenho pra dizer pode ser útil para muita gente

Mesmo tendo acumulado tanto conhecimento durante a vida, acho que ainda não sei o suficiente para dar essa palestra.

Sinto-me poderoso quando todos olham pra mim e prestam atenção no que eu digo

A visibilidade me deixa frágil.

Se me dão atenção, significa que valorizam o que tenho a dizer

Talvez queiram me avaliar e encontrar pontos negativos no que vou dizer.

Quanto mais eu me expuser de forma adequada, mais benefícios pessoais e profissionais poderei ter.

Já tenho meu círculo de amigos e não preciso ficar aparecendo por aí.

Eu me sinto valorizado e privilegiado por falar para essa plateia.

Eu me sinto diminuído com todo mundo me olhando assim.

As justificativas para um ou outro podem ser inúmeras e motivadas por várias causas. O importante é que cada um faça uma análise honesta para tentar descobrir o fundo da motivação e, caso sinta-se à vontade, elimine a causa para vencer os obstáculos que o impedem de avançar e tirar proveito de situações de visibilidade.

Dica para Falar em Público

Lembre-se de algum momento importante em que tenha tido alguma visibilidade e o resultado tenha sido ótimo. Pode ser qualquer situação, até quando você fez uma pergunta inteligente, que surpreendeu seu professor e a turma, e foi elogiado.

Apesar do nervosismo de se expor, você pode ter se sentido bem por ter feito uma pergunta adequada e que agradou, não é?

Guarde a sensação desse momento positivo e tire-o da cartola toda vez que se expuser para uma plateia. Reforce em você as habilidades que tem para dominar o nervosismo, vencer os obstáculos e faça uma apresentação de sucesso.

Tudo isso é um processo. Não se trata de uma receita de bolo que você segue e dá certo. É algo contínuo, cujos resultados podem levar determinado tempo para aparecer.

O maior valor disso tudo é a decisão de começar. Se você tem isso,  metade do caminho já foi conquistado.

Aurea Regina de Sá é especializada em Media e Coach de Comunicação.

feed_copa_2014Se você gostou do artigo, envie para um amigo ou parceiro de negócios. E para receber as atualizações basta assinar o Feed do Caminhando Junto, seguir pelo Twitter ou cadastrar seu e-mail, o serviço é totalmente gratuito.


Este artigo pertence ao Caminhando Junto Blog.
Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.