Panasonic completa um ano de produção em Extrema

DSC00603Há doze meses a inaugurava sua terceira fábrica no país, a primeira exclusiva para equipamentos de linha branca (refrigeradores e máquinas de lavar). Para comemorar, ao invés de uma cerimônia restrita aos executivos, o RH preparou uma grande festa para quem construiu esta história: o colaborador.

Tive a oportunidade de participar do almoço com a equipe e, claro, não poderia deixar de conversar com dois colaboradores que estavam presentes no marco zero da Panasonic em Extrema (MG).

recebeu investimentos de R$ 200 milhões, um trabalho que foi acompanhado de perto pelo coordenador de Planejamento de Materiais, André DSC00602Martinez, 38 anos, que chegou com o terreno ainda sendo preparado para a construção. “Na época, fiz parte do departamento de compras, então acompanhei a chegada das primeiras máquinas, as primeiras embalagens. Éramos poucos funcionários e hoje temos uma fábrica à todo vapor, isto é motivo de orgulho”, conta André com satisfação.

No momento da cerimônia de inauguração, cerca de 120 colaboradores já estavam empregados e hoje são 450, mais da metade deles moradores de Extrema (MG) ou se mudando para a cidade, como André Martinez. “Morava em Hortolândia (SP) e decidi vir para cá com minha esposa e os dois filhos por causa da qualidade de vida. Meu sonho é vê-los crescer num ambiente saudável, seguro e a cidade oferece isto”, explica ele.

“Integrei a primeira equipe de produção, com 14 pessoas. Aprendemos tudo sobre os produtos e fomos responsáveis por multiplicar este conhecimento. Quando vi o primeiro refrigerador pronto, me emocionei, só faltou autografar meu nome na porta”, conta sorridente a líder de produção, Aline Cristina de Paula Gomes, 23 anos.

DSC00595André e Aline estão entre os muitos colaboradores que se orgulham do trabalho de alta qualidade realizado na unidade de Extrema e que já se preparam para mais um salto. “Em janeiro de 2014 iniciamos a linha de produção da máquina de lavar, mais empregos serão gerados e um novo desafio começa”, comenta Rodolfo Rosa que integra a equipe de Recursos Humanos, “mas, mais do que pensar em números é preciso pensar nas pessoas. Já realizamos alguns eventos internos e queremos mais, faremos de tudo para que nosso colaborador tenha orgulho de fazer parte da empresa”.

Quando para a Aline qual foi o aprendizado deste primeiro ano ela disse: “. Vejo muitos colegas que chegam na empresa apenas querendo vantagens, mas sem saber de verdade onde querem chegar, desistem nos primeiros desafios e não tem a menor paciência para esperar os frutos do trabalho”.

Agenda 2014

feedSe você gostou do artigo, envie para um amigo ou parceiro de negócios. E para receber as atualizações basta assinar o Feed do Caminhando Junto,seguir pelo Twitter ou cadastrar seu e-mail, o serviço é totalmente gratuito.


Este artigo pertence ao Caminhando Junto Blog.
Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.