O Homem de Aço, Valores e Você

Superman-Paz_na_Terra-2O que acontece quando o Homem de Aço mata o vilão do filme? Ou, o que acontece quando um dos três heróis mais populares do planeta quebra um de seus Valores mais profundos? O que isto diz sobre o momento em que vivemos e qual a relação com você?

Desde sua criação o Super Homem, criado por Jerry Siegel e Joe Shuster, foi evoluindo de acordo com a época e com a mídia a ser usada. Começou dando saltos e hoje voa, já morreu e voltou, já foi elétrico e até se dividiu em dois. Mas em todas as fases o personagem manteve alguns Valores como verdade, senso de justiça e o respeito a vida foram preservados. Numa das HQs do Super Homem, há um episódio que demonstra bem como o personagem se guia por seus Valores. Naquela história o vilão, Lex Luthor tinha chegado à presidência americana, e, mesmo que o herói tenha a certeza de que o homem é um bandido, não fez nada para tirá-lo do cargo. Numa discussão explica: “por mais que saiba que é um bandido, ele foi eleito pelo povo. Tenho que respeitar isto.”

Superman-Homem-de-Aco-600x340Mas no filme recém lançado no Brasil, “Homem de Aço”, o herói sofreu mais alterações do que apenas a retirada da sunga vermelha tão tradicional no uniforme, ele mata. A cena envolve um dilema ético, sempre tão usado para justificar medidas extremas. O fato é que ele fere um de seus Valores mais fortes e, pior, quando chegamos a conclusão de que fez o certo, então estamos dizendo que tirar a vida de alguém é algo aceitável.

Seus Valores guiam seus passos?

Seus valores guiam seus passos?Vamos imaginar uma cena, o homem honesto decide entrar para a política e fazer a diferença. Num certo momento para ver um projeto importante aprovado, precisa pagar uma propina para alguém. Então, pensa “o bem resultante do projeto, compensa o mal que estou fazendo”. Não é a mesma coisa? Usamos o momento para justificar nossas ações e seguimos valorizando o “relativismo”.

Outro exemplo, uma empresa verdadeiramente ética decide colocar a venda um produto feito em um país que não respeita direitos trabalhistas, não oferece assistência alguma a suas crianças e, algumas delas até vão trabalhar na fabricação do produto. Mas chegará ao mercado com um preço “excelente” e será competitivo, a empresa recolherá todos os impostos, etc., etc., mas seus Valores foram corrompidos.

Na minha opinião, , servem para guiar nossos passos quando precisamos escolher um caminho. Pessoalmente, prefiro pensar que minhas decisões serão manchete de primeira página, então pergunto: envergonharão minha família e meus amigos? Fica bem fácil decidir.

A Revolução dos Valores

Mas porque esta discussão sobre Valores? Porque acredito seriamente que o mundo está desejoso de resgatar seus Valores. O que motivou as manifestações no Brasil, no Oriente e em outros lugares não foram os 20 centavos ou qualquer outro ganho material. Foi uma sensação de algo que está errado. E está mesmo. Desde a Revolução Industrial fomos educados para pensar que nossa felicidade está no pote de sorvete, na calça jeans nova, no tênis importado. Mas ao conseguirmos tais objetos nosso vazio continuou, e cresceu e agora não cabe mais dentro de nós.

Se você acredita em Deus, acredita que o homem é filho Dele, e portanto, carrega a Centelha Divina, então como o filho de Deus pode buscar sua felicidade no balcão de uma loja? É hora de trocar o “ter” pelo “ser”. E “ser” está intimamente ligado a conhecer e viver por seus Valores. Significa respeitar o que você é, independente do momento.

E na empresa? Já percebeu que os salários não bastam para reter talentos? Que os estão ficando impraticáveis? Também é hora de trocar o “ter” pelo “ser”. Porque alguém deveria trabalhar na sua empresa? Qual o sentido do trabalho que seus colaboradores executam? Como colaboradores, fornecedores e parceiros são tratados? Os Valores da sua empresa são considerados nas decisões???

É hora de crescer. E só para continuar no cinema, o filme “Circulo de Fogo” que está desembarcando no Brasil traz um slogan bem interessante: “Seja grande ou seja extinto”.

Programa de Alinhamento de Cultura na Empresa

feedSe você gostou do artigo, envie para um amigo ou parceiro de negócios. E para receber as atualizações basta assinar o Feed do Caminhando Junto,seguir pelo Twitter ou cadastrar seu e-mail, o serviço é totalmente gratuito.


Este artigo pertence ao Caminhando Junto Blog.
Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.