Funcionários detonam suas empresas no Facebook

escandalo_tacobell_facebookA foto no Facebook de um funcionário da Taco Bell, lambendo tortilhas, mostra o tamanho do estrago que o uso indevido da rede social pode gerar para a empresa.

Uma imagem compartilhada na página do Facebook da rede de fast-food norte-americana Taco Bell, mostrando um funcionário “lambendo” tortilhas que, supostamente, seriam servidas aos funcionários, é a prova de amadorismo que algumas empresas ainda têm em relação à repercussão promovida pela web. Esta é a avaliação do especialista em marketing, Gabriel Rossi. 

Este é um case clássico que revela não apenas a falta de , mas também do envolvimento dos funcionários em episódios que riscam a imagem das empresas. Afinal, não bastasse o funcionário publicar a foto, ainda colocou a seguinte legenda ‘isto diz muito sobre seus funcionários, o tratamento dado à comida e o que eles postam na internet’. Será que a Taco Bell realiza algum tipo de ”, questiona o especialista.

Outro ponto que pesou contra a Taco Bell foi a morosidade no gerenciamento da resposta. Somente após dois mil compartilhamentos no Facebook, a empresa resolveu se pronunciar, informando que a rede tem procedimentos rigorosos de manipulação de alimentos e tolerância zero para todas as violações e que tomará as medidas adequadas em relação à publicação do post.

Segundo Rossi, a resposta foi fraca e demorada. “Na era da informação ágil e rápida, via redes sociais, é necessário cada vez mais maturidade das empresas. A repercussão é instantânea. São raros os casos de companhias que não passam por crises na internet. O que muda é o tamanho da crise. O boca a boca ainda vale muito”, ressalta.

O que fazer?

Para o , “não adianta fazer de conta que as redes sociais não existem. As pessoas estão na rede, falando da sua empresa, quer você queira ou não”. Ele explica que também não adianta criar regras e bloqueios de acesso às redes sociais pelos computadores da empresa, “o Facebook, Linked In e outras redes estão no celular do seu funcionário”.

A melhor saída é transformar seus colaboradores em divulgadores da sua marca e isto envolve um trabalho de Comunicação e Recursos Humanos pró-ativo. Agindo assim, a empresa é capaz de melhorar os índices de retenção de talentos, fortalecimento da marca, além de evitar muito casos como o da Taco Bell.

funcionários como divulgadores da marca

feedSe você gostou do artigo, envie para um amigo ou parceiro de negócios. E para receber as atualizações basta assinar o Feed do Caminhando Junto,seguir pelo Twitter ou cadastrar seu e-mail, o serviço é totalmente gratuito.


Este artigo pertence ao Caminhando Junto Blog.
Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.