Como conseguir a retenção de talentos

Como atrair e reter talentosDesde o final de 2012 muitos profissionais de RH tem me enviado questões sobre a . De modo geral, os indicadores de turnover, absenteísmo e engajamento são críticos em muitas empresas. Os trabalhos de recrutamento e seleção cada vez mais caros e demorados. Como virar o jogo?

O que é Retenção de Talentos?

Em primeiro lugar é preciso entender que a retenção de talentos não é um processo em si, mas o resultado de um trabalho mais amplo e profundo. Quando os indicadores mostram um satisfatório para o ramo de atividade da sua empresa, significa que seus colaboradores estão felizes com o trabalho. Só isto.

Não há fórmula mágica para se engajar um colaborador da noite para o dia e quem disser que há está mentindo. É preciso muito trabalho, todos os dias, de todos os setores da empresa. Não é responsabilidade apenas do RH, mas de toda organização.

3 Pilares da Retenção de Talentos

Para alcançar a retenção de talentos ou o engajamento dos colaboradores é preciso investigar Três Pilares: a remuneração e o programa de benefícios, a comunicação e o desenvolvimento de líderes.

remuneração e programa de benefícios1 :: A Remuneração e o Programa de Benefícios

já explicou a importância deste pilar, certo? Não há colaborador que se mantenha num trabalho onde sua necessidade básica não pode ser satisfeita. Por isto é tão importante que sua empresa acompanhe pesquisas salariais do setor, região e cargo. Implementar um bom também não quer dizer gastar uma fortuna, aliás, eles são utilizados como alternativa para encorpar a remuneração, sem gerar encargos. Planos de saúde e odontológicos, seguro de vida, combustível, alimentação, bolsa para faculdade e pós-graduação, academia, creche… há uma gama enorme de benefícios que você pode implantar na sua empresa, gradualmente. A dica é conversar com sua equipe e descobrir qual benefício agrega valor, antes de sair gastando. Outra dica é fazer a contratação através de consultorias especializadas.

2 :: Comunicação

Talvez este seja o pilar mais abrangente, porque começa antes mesmo da contratação. Quando um profissional fica sabendo de uma vaga, qual o primeiro passo? Ir para o Google pesquisa sobre a empresa. O que ela faz? Como é conceituada no mercado? Quais as notícias publicadas a seu respeito? Depois, visita o site. Como ela explica sua Cultura? Quais os valores? Projetos? E por fim, vem a conversa nas redes sociais. O que dizem os atuais e ex-funcionários? Ela pratica o que diz?

A Comunicação continua sendo importante no momento do recrutamento e seleção. Há diversas empresas que divulgam a vaga anonimamente, então recebem um candidato que preenche o currículo exigido, mas não tem afinidade alguma com a Cultura da empresa. Apresente-se com firmeza, seriedade e competência. O contrato de trabalho é uma parceria, tem que ser agradável para os dois lados. No momento da entrevista, seja claro quanto ao que será oferecido ou não ao colaborador. A empresa pede clareza de seus candidatos, mas conduz o processo como se fosse segredo militar.

Este pilar nunca terá fim. É responsável pela criação e fortalecimento da Cultura Empresarial, por isto exige atenção diária.

3 :: Desenvolvimento de Líderes

desenvolvimento de líderesMuitos se assustam quando lembramos que a . Ainda é comum o líder procurar o RH e reclamar: “o que você está fazendo para motivar minha equipe?”

O líder que faz um comentário assim, não deveria ser líder. Muitos não falam, mas demonstram quando dizem que sua equipe precisa de treinamento, mas que ele não.

Ainda há gerentes que acreditam que é possível “exercer a liderança” jogando futebol ou fazendo um churrasco com a equipe, alias são muito bons nisto, mas quando surgem as dificuldades, são os primeiros a detonar a equipe e se esquivar da responsabilidade. Em 2012, uma empresa farmacêutica recomendou que um de seus diretores passasse por um programa de coaching, mas além dele se recusar a participar do processo, culpou veementemente o RH pelo mau desempenho de sua equipe. Resultado? Ele não começou 2013 na empresa.

Quando falamos em reinventar a empresa, criar processos inovadores, desenvolver novos modelos de gestão, quem coloca estas ideias em prática são os líderes. Seu papel é fundamental para o sucesso da equipe e da organização. E não há mais tempo para confundir chefe com líder ou acreditar que hierarquia impõe respeito e admiração. O mercado tem exigido empresas cada vez mais inteligentes, se o crescimento da sua tem sido pífio, então já sabe o que está errado.

Não há uma ordem de prioridade entre os Pilares, nem um que seja mais importante do que outro. Se o tripé estiver manco, vai ruir.

Reter Talentos é muito mais do que se preocupar com um indicador, é reduzir despesas, é pensar estratégico, é dar corpo, consistência e performance para sua empresa. Se você ainda não está pensando nisto, já foi ultrapassado.

feed_canecaSe você gostou do artigo, envie para um amigo ou parceiro de negócios. E para receber as atualizações basta assinar o Feed do Caminhando Junto, seguir pelo Twitter ou cadastrar seu e-mail, o serviço é totalmente gratuito.


Este artigo pertence ao Caminhando Junto Blog.
Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.