Como a marca pessoal atinge a marca da empresa

A boa reputação dos colaboradores nas redes sociais, agrega valor à marca da empresaQue as redes sociais tem sido cada vez mais usadas por profissionais de recrutamento e seleção para investigar ou buscar talentos, não é novidade. A novidade é a preocupação de médias e pequenas empresas com a reputação de seus colaboradores nas redes sociais.

Ontem, fui convidado por um amigo do para conversar com sua equipe sobre os riscos e oportunidades que o uso das redes sociais nos apresentam. A palestra de sensibilização teve como objetivo principal despertar na equipe a importância da .

Top Blog :: Seu voto pode ajudar o Caminhando Junto a ser eleito o melhor blog da categoria Comunicação. Clique aqui para votar no Caminhando Junto.

O empresário, Hermes de Oliveira é proprietário da Sport Academia e utiliza com muita frequência as redes sociais, em especial, o Facebook para relacionamento com os clientes e fortalecimento da marca. Mas ao acompanhar na própria internet os muitos problemas que uma declaração mal feita tem trazido para profissionais e empresas, decidiu se antecipar e pedir ajuda. “Se o meu colaborador cuidar de sua imagem nas redes sociais, agregando valor ao seu nome, automaticamente, a marca da minha empresa ganha com isto. O problema é que, o contrário também é verdadeiro”, explicou Hermes.

Para facilitar a compreensão dos riscos, utilizei estudos de casos para mostrar como o comportamento correto pode favorecer o nome de um profissional que busca crescimento e novas oportunidades e também os casos de fracasso, alguns que geraram problemas na Justiça. Também tem crescido o número de . Aproveitamos também para abordar as regras de etiqueta tanto nas redes sociais quanto no uso do e-mail. Alguns erros comuns:

:: Foto no perfil – é a sua imagem para o mundo, é o modo como você escolhe para as pessoas te perceberem. Resumindo, sua imagem fala por você. Se o objetivo é fortalecer sua imagem como profissional competente e sério, estar sem camisa com um copo de cerveja na mão, não é exatamente a mensagem correta, não é? Outro exemplo que utilizo, é a publicação de fotos usando biquínis, decotes ousados, vestidos tomara-que-caia que dão impressão de não haver roupa alguma. Usar a foto do animal de estimação para te representar também não é a melhor ideia. Use uma foto simples, bem iluminada, onde sua imagem tenha relação com seu trabalho e que mostre claramente seu rosto. Você nunca viu uma empresa sólida tratar seu logotipo com descaso, viu?

:: Informações claras e bem escritas – o português ainda é o idioma oficial do país e escreve-lo corretamente é o mínimo que se espera de um bom profissional. Quando você escorrega neste quesito, a mensagem é de que você também poderá escrever assim um e-mail para o cliente, por exemplo. Também utilize seu nome corretamente, afinal, é o seu bem mais valioso.

:: Redes sociais são um meio e não um fim – a internet facilita a organização e o contato com nossos amigos, clientes, familiares, mas não elimina as regras de boa educação e bom senso. Palavras como “por favor”, “obrigado”, “bom dia” fazem tanto sucesso no mundo virtual quanto no real. A palavra “sociais” também não é sinônimo de “pedir”, seu significado é relacionar. Se você usa sua rede de contatos apenas para pedir, apenas para usufruir, com certeza seu índice de sucesso deve ser mínimo e mostra claramente como percebe as pessoas. Seja gentil, solícito, compartilhe seus conhecimentos e experiências. Costumo chamar isto de “ajudar de graça”, pode apostar que cria um círculo virtuoso.

E você? Já percebeu que a imagem do seu colaborador está intimamente ligada à imagem de sua empresa? Ou está esperando surgir um problema para se mover?

feedSe você gostou do artigo, envie para um amigo ou parceiro de negócios. E para receber as atualizações basta assinar o Feed do Caminhando Junto, seguir pelo Twitter ou cadastrar seu e-mail, o serviço é totalmente gratuito.

Desenvolvimento de lideranças com Adriano Carvalho e André LodiQuer melhorar o desempenho de sua equipe? Precisa desenvolver os líderes na sua empresa? Conheça as palestras e workshops dos consultores Adriano Carvalho e André Lodi.


Este artigo pertence ao Caminhando Junto Blog.
Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.