Olímpiadas 2012 | Quebrando recordes, vencendo limites

quebrando_recordes_vencendo_limitesEm aproximadamente 30 dias começam os Jogos Olímpicos de Londres, o maior evento esportivo do mundo. Dentre todos os resultados, um é certeza: a quebra de recordes. Em nenhum outro setor a obsessão pela alta performance é tão visível.

Resultados marcados em cronômetros, medidores ou sensores. Vitórias determinadas por milésimos de segundos ou poucos centímetros. Nos últimos 108 anos, as marcas esportivas aumentaram 90%, para se ter uma ideia, nas Olimpíadas de Pequim, em 2008, apenas na natação foram quebrados 60 recordes! O jamaicano, detém o título de homem mais rápido do mundo na corrida de 100 metros desde 2008, tendo melhorado o tempo em 2009. A atleta russa, , quebrou o recorde do salto com varas “apenas” 28 vezes!

:: Receba os artigos direto no seu e-mail assinando gratuitamente o Feed.

Quem determina o seu limite?

A busca incessante pelo recorde revela muito mais do que podemos imaginar. É sim, consequência de muito treino, estudo, evolução tecnológica, do trabalho em equipe entre atleta, técnico, fisioterapeuta, nutricionista e outros profissionais. Mas é fruto essencialmente de um sentimento compartilhado pela equipe: o de ser o melhor. Não importa se o recorde é dele mesmo, ao acreditar que algo pode ser feito de maneira mais eficiente, o atleta vai tentar supera-lo.

No caminho o atleta vai conhecer a dor, a solidão, o fracasso. Como a atleta brasileira, , que em 2003 foi impedida de participar do Pan de Santo Domingo por uma punição de doping, retornou apenas em 2006 já colecionando vitórias e levando o ouro em Pequim.

Você quebra seus recordes?

Todos nós temos recordes pessoais, alguns apenas nós mesmos percebemos. Como conseguir economizar e juntar dinheiro para comprar o carro novo ou fazer uma viagem dos sonhos ou ainda, pagar a faculdade do filho. E há outros recordes que são públicos como bater a meta de vendas da empresa por 6 meses consecutivos, ou ajudar a empresa a ficar .

O fato é que mesmo nos recordes pessoais teremos as dores, os fracassos, as decepções. . Enfrentar a dor, as lágrimas, os risos e seguir em frente até chegar no lugar mais alto do pódio é uma escolha pessoal, ninguém pode delegar isto a você.

E de coração, espero que você faça esta escolha.

feedSe você gostou do artigo, envie para um amigo ou parceiro de negócios. E para receber as atualizações basta assinar o Feed do Caminhando Junto, seguir pelo Twitter ou cadastrar seu e-mail, o serviço é totalmente gratuito. Apresentação Adriano Uniplanos

Quer melhorar o desempenho de sua equipe? Precisa desenvolver os líderes na sua empresa? Conheça as palestras e workshops dos consultores Adriano Carvalho e André Lodi.


Este artigo pertence ao Caminhando Junto Blog.
Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.