Hora do Planeta | Amanhã, apague as luzes pelo futuro

cristo_redentor_apagado_na_hora_do_planetaEstá chegando a hora de se unir a milhões de pessoas no mundo para mostrar sua preocupação com o meio ambiente. Março é o mês da Hora do Planeta, o movimento global promovido pela Rede WWF em que a população de países do mundo inteiro apaga as luzes em um ato simbólico contra o aquecimento global e os problemas ambientais que a humanidade enfrenta.

:: Receba os artigos direto no seu e-mail assinando gratuitamente o Feed.

hora_do_planeta_2012No ano passado, o total de cidades que aderiram foi de 123, com 20 capitais. Das 120 participantes, 24 cidades estão participando pela primeira vez. O número total de ícones, praças e monumentos, cujas luzes essas cidades se dispõem a apagar, já é recorde há alguns dias — 541, até o momento — superando os 380 de 2011. Outra marca batida foi a participação das cidades do estado de São Paulo: 45 até agora, seis a mais do que as 39 do ano passado.

Em um período de 60 minutos (correspondente a 1 hora) do último sábado de março de cada ano, governos, empresas e a população de todo o mundo são convidados a apagar as luzes para demonstrar sua preocupação com o aquecimento global. No primeiro ano, apenas a cidade de Sydney (Austrália) participou. Já em 2008, o movimento contou com a participação de 50 milhões de pessoas, de 400 cidades em 35 países. Simultaneamente apagaram-se as luzes do Coliseu, em Roma, da ponte Golden Gate, em São Francisco e da Opera House, em Sidney, entre outros ícones mundiais. Já em 2009, foram 3922 cidades em 88 países do globo.

E você? Apague as luzes neste sábado entre 20hs e 21 hs. O vídeo abaixo mostra o porque você deve participar.

feedSe você gostou do artigo, envie para um amigo ou parceiro de negócios. E para receber as atualizações basta assinar o Feed do Caminhando Junto, seguir pelo Twitter ou cadastrar seu e-mail, o serviço é totalmente gratuito.


Este artigo pertence ao Caminhando Junto Blog.
Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.