Cuidado: pode ter um europeu de olho no seu emprego

europeus_buscam_emprego_no_BrasilOportunidades de bons empregos atraem profissionais europeus qualificados

A crise econômica nos países da Europa já gerou 23,8 milhões de desempregados, nos 27 países que pertencem a União Europeia. Em Portugal a taxa de desemprego já ultrapassa os 11%, na Grécia o índice chega a 19,2% e na Espanha 22,8%. Com esse cenário, muitos profissionais estão vindo para o Brasil em busca de oportunidades de trabalho.

:: Receba os artigos direto no seu e-mail assinando gratuitamente o Feed.

O crescimento da economia brasileira, a realização de eventos internacionais como a Copa do Mundo e Olimpíadas são fatores de atração de imigrantes. Segundo dados do Ministério da Justiça, o número de imigrantes europeus já supera o de bolivianos, paraguaios e chineses. Para o advogado do escritório Garcia, Fernandes e Advogados Associados, especialista em direito internacional, Luís Renato Vedovato, a não existência de pessoal qualificado no Brasil deve ser uma das razões deste aumento. “Os europeus estão direcionados para os cargos de comando, mais qualificados, pois carregam a confiança das multinacionais que aqui se instalam e possuem mais preparo que a média dos brasileiros”, afirmou o advogado.

Os imigrantes europeus são empregados principalmente nas regiões Sul e Sudeste do país, para atuar em setores de tecnologia, energia, construção civil e petrolífera.  A burocracia para recepcionar os imigrantes continua sendo um fator que dificulta a expansão de estrangeiros no país. Está no Congresso um projeto para reformular o Estatuto do Estrangeiro. “Os estrangeiros devem deixar de ser tratados como um problema de segurança nacional. Assim, a Polícia Federal não deveria ser o caminho para o estrangeiro. além disso, as restrições deveriam ser menores ou inexistentes. O Brasil precisa se inserir e a competição internacional pode nos auxiliar a melhorar os nossos quadros por aqui, além de poder ser uma boa injeção democrática no país”, explicou o especialista em direito internacional.

O número de estrangeiros regularizados no Brasil cresceu 52% nos últimos 6 meses.  Em 2010 eles representavam 961 mil e em 2011 já eram 1,4 milhões. De acordo com Vedovato, não é possível prever se a vinda de estrangeiros é algo passageiro. “A circulação pelo mundo é uma realidade e deve continuar por muito tempo, mas o destino pode ser passageiro. Hoje é o Brasil e amanhã poderá ser outro país”.

Luis Renato Vedovato – Doutor em Direito Internacional pela Faculdade de Direito do Largo de São Francisco (USP).

feedSe você gostou do artigo, envie para um amigo ou parceiro de negócios. E para receber as atualizações basta assinar o Feed do Caminhando Junto,seguir pelo Twitter ou cadastrar seu e-mail, o serviço é totalmente gratuito.


Este artigo pertence ao Caminhando Junto Blog.
Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.