Vendas | Investir no colaborador é ferramenta de marketing

Atualmente, nos meios corporativos, fala-se de um novo membro responsável pela propagação de negócios e sucesso de uma empresa: o embaixador de marcas. O nome pode até causar alguma estranheza, mas trata-se de pessoas que realmente entendem as promessas de uma marca e a admiram por isso. Esse sentimento é transmitido por meio da lealdade e divulgação gratuita dos seus serviços.

Em busca dos tais embaixadores, muitas organizações têm investido em campanhas mirabolantes de marketing e, principalmente, explorado os recursos da web 2.0. Porém, o que muitas delas ainda não perceberam é que são – ou deveriam ser – os colaboradores das empresas os responsáveis em projetar, desenvolver e comunicar o que comercializam ao seu cliente. Ou seja, são eles que conferem sentido e dimensão às promessas de uma marca. A pergunta é: será que eles estão preparados para isso?

Independente do ramo de atuação ou do tamanho de uma empresa, a resposta para essa pergunta está em quanto de seu orçamento é destinado ao treinamento da sua equipe. Não é de hoje que os livros sobre negócios evidenciam a importância do contato humano para a construção de relacionamentos sólidos, sustentáveis e duradouros com os clientes, resultando em uma influência direta na propaganda, no valor real do serviço prestado e também nos pontos de venda ou atuação de uma corporação. Portanto, é primordial despertar nos funcionários orgulho pela marca que comercializam, oferecer ferramentas para que entendam do mercado que atuam e, principalmente, fazer com que compreendam as promessas de uma marca.

Para se ter ideia do contexto geral sobre o assunto, uma pesquisa realizada pelo Gallup Institute, nos Estados Unidos, revelou que um quarto dos funcionários americanos são embaixadores convictos da marca de suas empresas.

No setor imobiliário brasileiro, o Secovi-SP(Sindicato da Habitação) disponibiliza, desde 1999, o PQE (Programa Qualificação Essencial), que visa a cumprir esse propósito junto às empresas de locação, compra e venda, administração condominial e loteamentos. Para tanto, o PQE oferece uma programação anual que trabalha a sensibilização, diferenciação, exclusividade e liderança de equipes. Para 2012, mais de 250 empresas concorrem à certificação.


Você pode acompanhar as atualizações assinando o Feed do Caminhando Juntoseguindo pelo Twitter ou cadastrando seu email, o serviço é totalmente gratuito.

Este artigo pertence ao Caminhando Junto Blog.
Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.