Network: Como as pessoas se lembram de você?

Para você o que é mais importante: lembrar-se das pessoas ou ser lembrado por elas? É certo que é constrangedor encontrar alguém e não lembrar o nome ou mesmo de já ter sido apresentado, mas é muito mais valioso que as pessoas guardem uma boa lembrança sua, não acha?

Faz parte da minha rotina estar presente em ocasiões onde posso conhecer pessoas e, me esforço, para aproveitar estes momentos para conquistar novos amigos. É claro que em muitos momentos o interesse final é fechar algum negócio, obter uma informação importante ou até mesmo uma recomendação. Mas acredito que, se você se aproximar de alguém apenas com estes interesses, não vai dar certo.

Primeiro porque eu mesmo não dou valor às pessoas que só me procuram com algum interesse declarado, por outro lado, sou capaz de deixar meu trabalho de lado para atender um amigo. Quando temos a oportunidade sincera de conhecer as pessoas, ouvir sobre suas histórias e experiências acabamos por entender porque realmente elas foram colocadas em nosso caminho.

Se você acredita que as coisas acontecem por acaso, vai me achar maluco, mas não penso assim. Em muitos destes “acasos” conheci pessoas que pareciam caídas do céu e até hoje cultivo suas amizades. O fato é que se você se preocupar em fazer amigos ao invés de contatos ou seguidores, estará sempre atento à maneira como os trata. Será gentil, atencioso, no mínimo educado, evitando aquele formalismo superficial de quem só está interessado em atingir um objetivo. E esta prática vai criar uma boa lembrança a seu respeito e em consequência surgirão oportunidades de negócios, trabalho e tudo mais.

Há diversos artigos sobre network com dicas e regras, mas o Ricardo Jordão da Biz Revolution já falou em muitos artigos sobre a importância de ajudar de graça. É quando você está disposto a trocar informações, a contribuir mesmo sem fechar qualquer negócio. Tratei disto no post “Você prospera com seus amigos?” e sugiro que leia e coloque em prática.

Ao esforçar-se para que as pessoas tenham uma boa e relevante lembrança sua, sou capaz de apostar, que tudo ficará muito mais fácil e mais portas se abrirão. 

Você também pode seguir o Caminhando Junto pelo Twitter ou ver meu perfil no LinkedIn e para não perder as atualizações basta assinar o Feed do Caminhando Junto. O serviço é totalmente gratuito.

Este artigo pertence ao Caminhando Junto Blog.
Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.