Gestão e Retenção de Talentos será o Grande Desafio de 2011 para os RHs

Tema de discussões econômicas, debates sobre políticas corporativas e questão essencial sobre a viabilidade do crescimento empresarial e nacional contínuo. A problemática da falta de profissionais qualificados e do ‘apagão de talentos’ é mais citada do que nunca nos dias de hoje. A demanda crescente por gente qualificada está ligada ao cenário de expansão econômica e dos bons horizontes que se configuram reais para as empresas que estão encontrando oportunidades únicas para expandir seus negócios no Brasil.

O momento é agora!
O cenário econômico positivo e otimista, porém, também traz suas complicações. A sede da Copa e das Olimpíadas, a atenção maior que o Brasil ganha nesse período em que a Europa e potências mundiais enfrentam uma grande crise, tudo isso contribui para uma expectativa enorme no potencial brasileiro que, ao mesmo tempo em que vê oportunidades deslumbrantes, também sofre com sua estrutura atual que talvez não esteja tão bem preparada para suportar o peso de tamanha expectativa. Uma delas, e talvez a mais importante problemática, seja a falta de profissionais qualificados para assumir postos que surgem com a expansão das empresas.
Segundo pesquisas recentes, gerenciar talentos é a atual preocupação dos profissionais de Recursos Humanos, e a tarefa ocupará o topo da lista de prioridades da área pelo menos nos próximos cinco anos.
Os impactos da estabilidade econômica no mercado de trabalho, tais como o aumento das taxas de emprego e do rendimento médio do trabalhador, acirraram a disputa por mão de obra qualificada, dando uma perspectiva mais positiva para os profissionais no mercado, cabendo às empresas a tarefa de retê-los.
O que já está acontecendo é uma prévia de um fenômeno de ‘inversão’ no mercado de trabalho. O desenvolvimento de infraestrutura no país com o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), pré-sal, eventos esportivos internacionais, por exemplo, demandarão uma grande quantidade de profissionais altamente capacitados, e as pesquisas confirmam que trabalhar a gestão de talentos será fundamental para as empresas. O Brasil está na terceira colocação no ranking dos países que mais têm dificuldade em encontrar profissionais qualificados para preencherem vagas disponíveis e supera a média mundial.
Segundo pesquisa divulgada nas mídias, profissionais de nível técnico ficaram no topo dos dez cargos mais difíceis de serem preenchidos. No segundo lugar entre os profissionais mais requisitados estão os engenheiros. Porém o cenário de escassez de mão-de-obra se configura para todos os segmentos do mercado em níveis preocupantes. Principalmente para cargos de gerência.
Todas essas questões levantam a árdua tarefa que os executivos de RH e as grandes empresas estão enfrentando nesse período com o chamado “apagão de talentos”. Devido à seriedade do complexo de questões que surgem decorrentes desse cenário, nos dias 20 e 21 de Julho acontecerá a Conferência Gestão e Retenção de Talentos em Ação, promovida pela IBC Brasil, em que serão apresentadas as estratégias adotadas pelas empresas para lidar com o problema além da promoção de um painel de debates com diretores e tomadores de decisão que discutirão a situação atual. Na abertura da conferência, a palestra introdutória sobre o cenário econômico brasileiro será feita por um economista que apresentará a fotografia da estrutura econômica do país e as previsões futuras que impactarão no cenário de escassez nos próximos anos.
Para mais informações entre em contato através do telefone (11) 3017-6888 ou mande um email para [email protected]
Inscrições até o dia 17 de junho terão um desconto diferenciado. A IBC também tem uma política diferenciada para grupos. Venha com sua equipe participar deste evento e usufrua de uma condição especial no valor da inscrição. Consulte-nos!
Inscrições podem ser feitas através do site www.informagroup.com.br/rh

Este artigo pertence ao Caminhando Junto Blog.
Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.