Empresários alemães desembarcam no Brasil para rodadas de negócios

De olho no potencial da economia brasileira e na crescente importância política do País no cenário internacional, autoridades do estado alemão da Baixa Saxônia, no noroeste da Alemanha, desembarcam no Brasil entre os dias 20 e 22 de março com uma delegação de 16 empresários de diversos setores, para participar de rodadas de negócios organizadas pela Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha. A delegação passará por São Paulo, Lima (Peru) e Bogotá (Colômbia), chefiada pelo Ministro da Economia, Trabalho e Transporte do Estado, Jörg Bode.  
A visita marcará a inauguração de um escritório de representação da Baixa Saxônia, sediado na, em São Paulo, que terá a missão de ajudar empresas do estado alemão a entrarem no mercado brasileiro. “Essa é a segunda vez,  em um prazo de um  ano que recebemos uma delegação desse estado. Em março de 2010, o Ministro Bode já esteve  entre nós i acompanhando uma delegação de seu estado o que comprova a atratividade do Brasil e das oportunidades que podem ser exploradas Temos potencial para alavancar negócios nas áreas médica e laboratorial, de alimentos, de energia renovável, química e de máquinas agrícolas”, afirma Weber Porto, Presidente da Câmara Brasil-Alemanha.
A Baixa Saxônia, cuja capital é Hannover, é um dos estados mais importantes da Alemanha, com cerca de 8 milhões de habitantes e infraestrutura moderna, integrando autoestradas, ferrovias, vias fluviais e aeroportos. No ano passado, a região exportou € 736 milhões ao Brasil e recebeu € 1,416 bilhão em produtos brasileiros. Se fosse um país, a Baixa Saxônia seria um dos 40 maiores parceiros comerciais do Brasil, que exporta principalmente alimentos e rações (36,5%), automóveis e autopeças (14%), e recebe máquinas (22%), automóveis e autopeças (24%) e produtos químicos (10%).
Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK)
A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK) é uma entidade que desenvolve um papel essencial no fomento das relações econômicas entre os dois países. Filiada à Confederação Alemã das Câmaras de Comércio e Indústria (DIHK), a Câmara Brasil-Alemanha atua como base para o fortalecimento e a diversificação dos negócios de seus associados, na atração de investimentos para o Brasil, na ampliação do comércio bilateral e na cooperação entre os países do Mercosul e da União Europeia.
 
No Brasil há 94 anos, a Câmara Brasil-Alemanha congrega 1.700 associados, entre empresas de capital ou know how alemão instaladas no Brasil e companhias brasileiras e alemãs voltadas ao comércio exterior, e conta com 220 funcionários atuando em 14 cidades brasileiras. Por meio da Câmara Brasil-Alemanha, os associados se beneficiam de uma rede de mais de 114 câmaras alemãs espalhadas em 81 países, além de 83 entidades do gênero na Alemanha. Em 2010, a Câmara Brasil-Alemanha trouxe para o Brasil 40 delegações empresariais e contou com a participação de 11 mil executivos em congressos, seminários e reuniões anuais. 
Se você gostou do artigo, envie para um amigo ou parceiro de negócios, com certeza irá fortalecer seu network. E para receber as atualizações basta assinar o Feed do Caminhando Junto, seguir pelo Twitter ou cadastrar seu e-mail, o serviço é totalmente gratuito.

Este artigo pertence ao Caminhando Junto Blog.
Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.