Que tipo de presente você é

Se você fosse um presente, qual seria?

presente_de_Natal Nesta época os amigos secretos e as trocas de presentes são um tema comum entre todos. Ficamos ansiosos torcendo para não levar um abacaxi para casa. Aproveitando uma dinâmica de grupo muito conhecida, inverti a pergunta: se você fosse um presente, qual seria?

Há pessoas que deixam uma marca positiva por onde passam, são acolhedoras, aglutinadoras, motivadoras. Mesmo quando ocupam um cargo sem destaque, são respeitadas por sua opinião, outras são queridas por guardar sempre uma conversa positiva. Por outro lado, há aquelas que parecem viciadas em reclamar, olham tudo pelo lado negativo, parecem drenar nossa energia.

Claro que ninguém é só bom ou ruim, todos temos momentos de inspiração e outros de pessimismo, mas como você é na maior parte do tempo? Já perguntou aos seus colegas ou ao seu chefe qual a imagem que você transmite?

Porque é comum termos uma auto-imagem bem diferente do que realmente somos. Em algumas empresas a avaliação 360º tem criado o hábito do feedback, uma forma de subordinados e chefes serem avaliados de maneira mais justa e dinâmica. Estas ferramentas também ajudam em nosso auto-conhecimento. Mas fazer uma alegoria é também uma maneira simples de perceber o que precisa ser mudado.

Se já sabemos que as empresas contratam pelo currículo mas demitem pelo comportamento, então, nossa imagem pesa muito na conquista do sucesso. Entretanto, minha pergunta não se resume ao seu comportamento no trabalho, mas também sua presença no mundo. Veja bem, a internet ganhou um impulso tremendo com as redes sociais, que são basicamente ferramentas de relacionamento, o que prova que as pessoas querem se relacionar, trocar informação e experiências.

Em suas relações você agrega valor? É um amigo que faz bem? Vai além do simples tapinha nas costas e a presença nas horas boas? Você prospera com os amigos? Afinal de contas, que tipo de presente é você?

 

feed Para receber as atualizações basta assinar o Feed do Caminhando Junto, seguir pelo Twitter ou cadastrar seu e-mail, o serviço é totalmente gratuito.


Este artigo pertence ao Caminhando Junto Blog.
Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.