Investimentos de mais de US$ 1 bi devem gerar 5 mil empregos

Só a montadora chinesa Chery irá aplicar US$ 400 milhões e gerar três mil empregos

image Novos empreendimentos estão se instalando em Jacareí, localizada a 80 km de São Paulo. Estão previstas a construção ou expansão da montadora chinesa Chery, da Cebrace – joint venture entre a Saint Gobain e a NSG/Pilkington que irá transformar Jacareí no maior polo vidreiro do Ocidente –, da espanhola do setor automotivo Teknia Tecnotubo, da AmBev, da Wana Química, do Shibata Supermercados, do condomínio empresarial Indusvale e de uma indústria têxtil. Somente com essas obras, os investimentos serão equivalentes a mais de US$ 1 bilhão e a estimativa é que sejam criados mais de cinco mil empregos diretos nos próximos cinco anos.

Só a Chery, a Cebrace, a Teknia Tecnotubo e a AmBev irão investir, respectivamente, US$ 400 milhões, US$ 229 milhões, US$ 100 milhões e US$ 60 milhões e gerar 3.550 empregos diretos. A primeira e a última estão se instalando na cidade, enquanto que as outras duas estão ampliando as áreas de suas empresas.

Além de se preocupar com os lucros que esses negócios devem gerar, muitas dessas empresas têm apresentado ações de sustentabilidade nas obras de instalação ou expansão na cidade. A unidade Teknia, por exemplo, está construindo de forma a preservar uma nascente na área. Já a indústria têxtil irá aproveitar as águas das chuvas para reuso e o supermercado Shibata também construiu um reservatório para as águas pluviais.

O prefeito de Jacareí, Hamilton Ribeiro Mota, acompanhado pelo secretário de Desenvolvimento Econômico, Emerson Goulart, conheceu como ficarão as instalações de alguns destes novos investimentos e conversou com os empresários. “É importante acompanhar de perto as instalações dos novos investimentos que vão trazer mais emprego, renda e qualidade de vida aos jacareienses. Fico satisfeito em saber que o meio ambiente e a sustentabilidade têm sido uma preocupação das empresas, assim como tem ocorrido nas ações públicas do município”, explicou Mota.

A primeira empresa a ser visitada foi a Wana Química, que veio para o município recentemente e, com os bons resultados já obtidos, está ampliando a sua unidade. Segundo a empresa, serão criados cerca de 100 empregos após a conclusão das obras. Depois, foi a vez de conhecer o local onde está sendo construída a fábrica do grupo espanhol Teknia Manufacturing Group. De acordo com a diretoria da empresa, que atua no segmento automotivo, o investimento nesta primeira fase é de US$ 10 milhões e devem ser gerados 600 empregos diretos após o término de sua instalação.

O roteiro incluiu, ainda, a indústria têxtil e a nova loja do Shibata que, quando estiverem em funcionamento, gerarão 180 e 150 empregos, respectivamente. A última visita foi ao condomínio empresarial Indusvale, que tem 62 lotes para novos empreendimentos.

 

feed Para receber as atualizações automaticamente basta assinar o Feed do Caminhando Junto, seguir pelo Twitter ou cadastrar seu e-mail, o serviço é totalmente gratuito.


Este artigo pertence ao Caminhando Junto Blog.
Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.