Mobile Marketing: um novo mundo para a propaganda

O avanço da tecnologia oferece novas oportunidades e grandes desafios

mobile_marketing Mobilidade, praticidade e aproximação com o público. Essas são as principais características da mídia impressa, o mais antigo veículo de comunicação conhecido. O meio permite o acesso, em qualquer lugar e a todo o momento, a uma variedade de informações, de forma prática e ágil. Porém, com a chegada da internet e das mídias digitais, a dúvida passou a ser a seguinte: os impressos perderam (ou perderão) a posição de destaque no cenário da comunicação? O assunto é polêmico, mas vale dizer que a importância desses veículos ainda é muito grande.

A propaganda encontra nos jornais e revistas, dois principais exemplos dos chamados meios off-line, uma maneira eficaz de divulgação de produtos. Os impressos geram algumas vantagens, como a possibilidade que o leitor tem de andar com a publicação para qualquer lugar e ainda emprestar para um colega de trabalho, amigo ou parente. Mas a principal característica desses veículos é criar um vínculo forte com seu público.

As novas mídias, por meio de portais, sites e redes sociais, estão mudando a relação com as pessoas. Focadas na comunicação bidirecional, essas ferramentas permitem maior interatividade com o público. As plataformas estão cada vez mais avançadas e novos dispositivos possibilitam a navegação na internet de qualquer lugar (por meio de smartphones e tablets, por exemplo). No entanto, a discussão ganha força quando a questão envolve acessibilidade: qual é o universo de pessoas que tem acesso a esses aparelhos inovadores, vendidos geralmente por altos valores? Por enquanto, apenas uma minoria.

Diante disso, é fundamental lembrar a importância e a eficácia dos meios impressos no contato direto com o público. Pensando nesse aspecto, foi desenvolvida uma nova forma que combina a interatividade dos meios online com a praticidade e fidelidade dos veículos impressos. O chamado mobile marketing é um dos melhores exemplos dessa inovação, que torna os meios considerados obsoletos, mais modernos, ágeis e abertos ao consumidor.

Com o jornal ou a revista de baixo do braço, as pessoas podem responder a um anúncio interativo estampado na publicação impressa por meio de mensagens de texto via celular, bluetooth ou outra ferramenta interativa qualquer. Assim, o diálogo com o cliente fica mais forte, sem contar que o meio off-line não perde a importância. Pelo contrário, ele faz a mediação entre a propaganda, o acesso virtual desta e o público.

O investimento em fórmulas como essa, que utiliza o que há de melhor em cada plataforma, tem alcançado sucesso em empresas nos Estados Unidos. No Brasil, a utilização desse recurso é novidade e promete bons resultados na área de comunicação, em especial, nos setores de propaganda e marketing.

Maurício Carmagnani é diretor da DRT Mídia, empresa especializada no desenvolvimento de novas mídias. Administrador de empresas e MBA em Finanças, pela Thunderbird (The Garvin School of International Management)

feed Para acompanhar as atualizações basta assinar o Feed do Caminhando Junto, seguir pelo Twitter ou cadastrar seu email, o serviço é totalmente gratuito.


Este artigo pertence ao Caminhando Junto Blog.
Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.