Seguro de Vida: mais do que um acordo de trabalho

A proteção financeira de um seguro de vida tem um caráter social muito importante

seguro_de_vida Algumas categorias profissionais tem incluido o Seguro de Vida dos trabalhadores como item da pauta, algumas empresas oferecem o benefício como um estímulo à atração e retenção de talentos, mas na prática, poucos ainda percebem o valor da proteção e como tirar o melhor proveito dela.

O Seguro de Vida como qualquer outro produto de seguro tem como meta repor uma perda, quer dizer, quando seu carro é roubado, o seguro irá repor o prejuízo causado. Com a vida é basicamente a mesma coisa, na sua falta, sua família irá passar por momentos delicados, então, o seguro tem a missão de trazer uma certa tranquilidade financeira. Com a evolução dos produtos, hoje, é possível compor uma apólice de seguro de vida da melhor forma, sem gerar um custo elevado.

Mas primeiro vamos entender o sentido de se fazer um Seguro de Vida para os funcionários. A maior parte da força de trabalho de qualquer empresa é formada por trabalhadores com idade entre 20 e 40 anos, com poucas exceções. Esta é a fase mais produtiva da vida, não apenas profissionalmente, é a hora em que a maioria casa e tem filhos, é uma fase de construção. Quando há uma morte, há mais do que uma lacuna na empresa, há uma família com um buraco emocional e também financeiro.

Não é difícil encontrar a história de uma família que teve um padrão elevado de conforto e após a morte do pai ou da mãe, a coisa muda totalmente, limitando as oportunidades para os filhos. Entretanto as coberturas de morte natural e morte acidental, não são as únicas que fazem diferença atualmente. A evolução dos produtos gerou coberturas para invalidez causada por acidente ou doença, coberturas que tem se tornado cada vez mais importantes graças à violência no trânsito e a insistencia dos acidentes de trabalho. Além delas é possível incluir os custos com funeral, diárias por incapacidade temporária, despesas com internação hospitalar, cesta básica para a família do funcionário, etc.

Segundo números da ONU o Brasil gera por dia 500 novos deficientes, os acidentes no trânsito, a violência urbana e os acidentes de trabalho lideram as causas.

Baixo investimento

É possível oferecer um Seguro de Vida aos funcionários com um custo muito baixo, em torno de 6 reais por pessoa. Mas antes de sair contratando, solicite, para um corretor de seguros, um estudo de risco, descubra quais as coberturas mais importantes e quais as de menor risco, assim, o dinheiro investido terá uma proteção mais eficiente.

Uma apólice bem feita é sim um dos pontos que pesa no momento em que um profissional qualificado tem de escolher entre a sua empresa e o seu concorrente.

Para entender mais sobre proteção financeira leia também:

Quanto você vale?

Plano de Saúde ou Seguro Saúde

Seguros para pequenas empresas indenizam até perda de lucros

feed Para ficar de olho nas atualizações basta assinar o Feed do Caminhando Junto ou cadastrar seu email, o serviço é totalmente gratuito.


Este artigo pertence ao Caminhando Junto Blog.

Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.