O choro do Brasil

    Foi uma semana para “chorar as pitangas” como dizia meu velho pai. Choramos de tristeza e raiva ao ver a seleção apática e nervosa contra a Holanda e de alegria ao ver nossos hermanos levando quatro gols da Alemanha. Mas já que vamos ter que chorar mesmo…vamos chorar com classe e bom gosto ouvindo canções consideradas as mais tristes de todos os tempos como Hey You( Pink Floyd) ou High anda Dry (Radiohead).
    Alguns amigos lembraram-se  de duas nacionais quando fiz a pergunta da canção mais triste composta até hoje: Metal contra as nuvens (Legião Urbana) e Ainda Lembro (Marisa Monte).
    Uma pesquisa britânca deu ao The Verve, extinta banda de Richard Ashcroft, o número 1 no ranking das canções mais tristes de todos os tempos. A lista foi criada por Harry Witchel, em uma estudo de comportamento encomendado pela empresa Nokia. O médico, que é especialista em psicologia da música, mediu reações como batimentos cardíacos e temperatura da pele para encontrar canções que despertam -em maior ou menor grau- o inconsciente.
    Na pesquisa apareceram também Goodbye my lover de James Blunt e a trístíssima ( essa sim vale a pena para chorar largado) Nothing Compares 2U com Sinead O’Connor. “Tem sido tão solitário sem você aqui como um pássaro sem canção. Nada pode impedir a queda destas lágrimas solitárias.Porque nada se compara.Nada se compara a você”, diz a música composta por Prince, o mesmo de Purple Rain.
    Bom 2014 está aí, mas por enquanto vamos chorar na cama com edredon abraçadinhos com um amor que é mais quentinho.
    ( Obs: O nome pitanga vem de pyrang, que, em tupi, significa vermelho. Portanto, a expressão ” chorar as pitangas” se refere a alguém que chorou muito, até o olho ficar vermelho.)
     Eduardo de Souza -Jornalista

 


Este artigo pertence ao Caminhando Junto Blog.
Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.