Rio-À-Porter reúne 17 pólos de moda no Cais do Porto

Salão de Negócios de Moda e Design do Fashion Rio dá projeção e ajuda no crescimento de empresas e cooperativas iniciantes no setor

clip_image001O Salão de Negócios de Moda e Design do Fashion Rio, que acontece entre os dias 29 de maio e 1º de junho, também abre as portas para empresas, cooperativas, designers e artesãos que estão começando a se lançar no mundo fashion. Reunidos em 17 pólos de moda – 12 do Rio de Janeiro e cinco de outros Estados – mais de 100 marcas – vão expor coleções e produtos na 16ª edição do evento, que vai ocupar os armazéns 4, 5 e 6 do Cais do Porto.

A passarela de negócios atrai muitos compradores nacionais e internacionais, que circularão pela área de 11.750 metros quadrados para conferir as novidades. Para quem está entrando no mercado, juntar-se aos pólos de moda é uma maneira prática e eficiente de fortalecer a marca.

“O Rio-À-Porter é hoje a maior vitrine de moda do país em termos comerciais. Colabora trazendo compradores nacionais e internacionais, que dificilmente teríamos acesso em outro evento de moda. Além disso, por fazer parte do Fashion Rio, um dos maiores eventos de moda do país, ganhamos grande projeção nacional”, afirma Francisca Vieira, coordenadora do grupo Natural Cotton Color e dona da marca de roupas femininas que leva o seu nome.

Com tantos expositores e compradores reunidos no mesmo lugar, a “bolsa de valores” da moda promete alta nos quatro dias do evento. O Pólo Petrópolis, que participa do salão de negócios do Fashion Rio desde a primeira edição, espera aumentar as vendas em 20% em relação à última apresentação de coleção verão, em junho do ano passado.

“Nossa expectativa é chegar a um valor mínimo de R$ 600 mil em negócios fechados. Esse valor pode dobrar nas encomendas ao longo do ano”, conta a empresária Simone Gouvêa, coordenadora do pólo. O Pólo Petrópolis, que estará representado por 10 marcas (Branca Maria, Calabrote, Cola Colorida, Deep Jeans, Mc Kenzie Store, Off Rio, Pele na Pele, Tazza, Thiamo e Watercolor), vai apresentar as tendências inspiradas em Carmen Miranda.

No espaço reservado aos Pólos de Moda, os compradores poderão conferir novidades das coleções de Verão 2011 em diversos segmentos: vestuário feminino, masculino, infantil, sustentável, moda praia e acessórios.

No segmento de acessórios, o pólo Jóia Carioca vai levar para o Cais do Porto seis marcas: Donadequê, Elle Sinq, MBEX, Silvia Blumberg, Ethos Brasil e Olendzki. Já o Calçados e Acessórios do Rio de Janeiro vai exibir produtos de dez empresas: Taoolee, Dayrell, Longhi&Maggiore, Tai Dai, Zóia, Brígida, Metal & Cia, Theresa e Paula Lino, Pumar e Badulaques Bijouterias, sendo que as duas últimas participarão do salão de negócios pela primeira vez.

“Estamos planejando entrar no Rio-À-Porter com um estande próprio já na próxima edição de janeiro. Por isso, resolvemos estrear no pólo para ver como será a aceitação das peças”, explica Lucia Pumar, sócia da empresa Pumar, que exibirá, em parceria com a Garoa Brasil, uma linha composta por galochinha para colocar em cima do sapato, capa e guarda-chuva.

Tendências de outras regiões do país também estarão nos estandes do Rio-À-Porter. O Pólo João Pessoa expõe uma coleção focando o uso do artesanato mais rico da região, como a renda renascença e o frivolité. As marcas que são Fiteiro, Francisca Vieira, Rubra Rosa, Comparoni, Z-AZ e Maria Xique.

O Pólo Pará terá as marcas Amazônia Kamã, Celeste Heitmann, Fora D’Água, Marlisa Bratti, Madame Floresta e Rosa Leal. O Rio Grande do Norte com as empresas Avohai, Vlock e Estrela Viva, o Paraná com Gôra, Lafort, Perfect Way, Richini; Empreendedorismo Social com Toque de Mão, Mulheres que Acontecem, Tapaceira do Espraiado, Marias das Artes, Bordando o Futuro, Bordados de Natividade, Cestaria Botânia, Nó e Nós e Arte e Fuxico; e o Sebrae Minas com Fruto do Mar, Chiamelli, Verde Limão e Lorena Nunes.

Veja outros artigos sobre Moda:

Internet ajuda homem a andar na moda

Ponta de Estoque: dicas para uma boa compra

 

feed Para receber as atualizações é só assinar nosso Feed. O serviço é totalmente gratuito.


Este artigo pertence ao Caminhando Junto Blog.
Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.