Para Robin Williams strippers e cocaína trouxeram Olimpíada para o Rio

Em 1998, o ator Robin Williams viveu, talvez, o seu maior papel no cinema na comédia Patch Adams, uma história sobre como o amor, a amizade e a alegria pode transformar a realidade de crianças em tratamento de saúde. O filme baseado na história de Patch Adams correu o mundo, ganhou prêmios e ajudou a criar a imagem do ator como uma pessoa que valeria à pena bater um papo.

Mas, o personagem muitas vezes se mostra maior do que o ator, e este é o caso. Numa entrevista ao programa de David Letterman, um dos mais populares dos Estados Unidos, o ator Robin Williams disse claramente que o Rio de Janeiro ganhou a sede das Olimpíadas porque “enviou 50 strippers e meio quilo de pó”, a frase não saiu sem pensar, foi elaborada, consciente e em tom de deboche.

Não consigo imaginar o que leva um ator bem sucedido e que já passou por internações por conta do vício às drogas dizer uma bobagem destas. Mas sei claramente o que eu vou fazer. Nunca mais pago a entrada do cinema para assistir a filme em que ele trabalhe, nunca mais alugo um DVD em que ele trabalhe, nunca mais dou o meu dinheiro para um trabalho em que ele participe.

Porque ao dizer uma bobagem destas ele afirma claramente que o Brasil é desleal, sacana, promiscuo e que todos os brasileiros vivem de prostituição e drogas. Além de pequeno é mal informado. É hora de nos reconhecermos como brasileiros, de verdade, de fato e de coração.

Não saio por ai ofendendo ninguém, mas não vou tolerar que um ator em busca de popularidade gratuita nos ofenda.

E você? O que acha?

 

 

 


Este artigo pertence ao Caminhando Junto Blog.
Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.