Como fazer o site entrar no celular?

O brasileiro é o povo que mais gasta tempo na internet, cerca de 45 horas por mês de acordo com o Ibope Nielsen Online. Com a convergência digital para o aparelho celular e o barateamento da telefonia móvel esse número de horas deverá aumentar e impulsionar a criação de home-page para o telefone.

Hoje, praticamente todos os serviços gratuitos do Google, Flickr, Evernote e Twitter já tem a versão para iPhone. Com o crescimento da utilização de smartphones no Brasil, especialmente do iPhone da Apple, sites e portais comerciais começam a ganhar sua versão especial para celulares.

“No geral, a procura ainda é pela otimização do site tradicional”, explica Estevam Romera, sócio da agência de webdesign VSEIS. A demanda é quase exclusiva para o iPhone da Apple. Grandes sites nacionais, como o Globo.com e o UOL, e também internacionais, como o Google e o Flickr, optaram por sites específicos para o iPhone. “Para se ter uma idéia, em diversos portais que monitoramos na VSEIS, o iPhone é o único que realmente aparece nas estatísticas. Por exemplo, há sites que registram 261 acessos por Linux, 169 acessos por iPhone e apenas um por Blackberry, ou seja, embora o Blackberry domine o mercado corporativo, o iPhone é o único celular realmente usado para acessar a internet”, explica.

Esses sites apresentam layout mais vertical, com botões e letras maiores, facilitando a navegação e leitura em telas pequenas. E também são mais enxutos porque a área para dispor as informações é menor. No mercado, existem duas opções para se criar uma versão para smartphones. A mais procurada é uma otimização do site original que não compromete a navegação no iPhone, já que ele ainda não suporta uso do flash e alguns recursos Ajax. A segunda, mais cara, é desenhar um site exclusivo para telefones celulares.

O custo para redesenhar o site para o telefone celular depende do tamanho que possui a página a ser transposta, mas pode chegar a 80% do custo de uma home page tradicional. Para o usuário, a diferença principal é a diagramação mais adequada à tela do telefone e também a velocidade de navegação, já que o site para celular costuma ter menos imagens e mais texto.

Essa tendência deve se consolidar. Dados do instituto de pesquisas Gartner mostram que as vendas de iPhone cresceram 141% no segundo trimestre deste ano no Brasil. De acordo com o levantamento, foram comercializados nesse período 108,2 mil unidades do aparelho, contra 44,8 mil celulares vendidos nos primeiros três meses de 2009 apenas para o mercado doméstico, não incluindo vendas para empresas. Isso representa 1% do mercado de celulares do Brasil. O BlackBerry representa 1,8%, com cerca de 300 mil aparelhos vendidos no país. Ainda segundo o instituto, o segmento que mais cresce na indústria mobile é o da venda de smartphones. Em 2009, a venda mundial desse tipo de aparelho já alcançou a marca de 40 milhões de unidades vendidas, um crescimento de 27% na comparaç&ati lde;o a 2008.

Esse crescimento provoca. Exemplo disso é a empresa LCA, uma das maiores consultorias econômicas do Brasil, que recentemente disponibilizou seu site para navegação em celulares porque seus clientes utilizam muito o acesso móvel. O perfil de seus clientes é de pessoas que utilizam o smartphone para obter informações de forma rápida, em qualquer horário, e de qualquer lugar. “Seguindo a tendência de mercado, e principalmente atendendo ao perfil do nosso cliente e à demanda por uma base de dados precisos que o auxilie na tomada de decisões, disponibilizamos todo conteúdo do nosso site para dispositivos móveis. Dessa forma, nosso cliente pode ter acesso ao nosso banco de dados e às demais publicações, a qualquer momento – no trânsito, durante uma reunião, no in tervalo de seus compromissos”, explica José Gregório Rodriguez, Diretor de Marketing da LCA.

Este artigo pertence ao Caminhando Junto Blog.
Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.