Pelo seu direito de fumar

No fim desta semana, São Paulo dá mais um passo no combate ao fumo, agora, se restringem ainda mais os locais onde os fumantes podem se saciar. Pelo que tenho visto na imprensa, é de esperar que muitos passem por situações bizarras, com locais reservados para o fumo dos mais esquisitos. Tudo justificado pela imensa preocupação que o poder público demonstra com a minha saúde, um não-fumante. Apesar deste discurso e de conhecer muito as estatísticas que possam justificar a lei, estou à favor dos fumantes.
Não defendo o fumo, mas defendo o direito de fumar. Por décadas, o Governo de banqueteou com os impostos pagos pela indústria do fumo, gerações inteiras cresceram vendo galãs de cinema, esportistas e outras celebridades mostrando o quanto se pode ser chique com um cigarro entre os dedos. Fumar já foi “o sucesso”, “um mundo” e também “um raro prazer”, mas desde que o mundo adotou o politicamente correto quem fuma passou a ter um alvo nas costas.
Não gosto nem um pouco desta postura governista de dizer o que se pode ou não fazer. Porque o governo que defende a saúde dos não-fumantes, é o mesmo que desvia recursos que poderiam ser investidos em saneamento, na modernização de hospitais e postos de saúde ou na melhoria real da educação. São os mesmos políticos que se reúnem secretamente para distribuir cargos entre si e para fatiar o orçamento público. Não importa a justificativa. Se achamos isto bonito, daqui a pouco qual liberdade será caçada???

Este artigo pertence ao Caminhando Junto Blog.
Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.