Opções para um sorriso perfeito

Se a primeira impressão é a que fica, o sorriso tem grande influência nisso. Um estudo realizado por pesquisadores do King’s College, em Londres, comprova que pessoas com dentes deteriorados ou manchados costumam ser qualificadas como menos inteligentes, enquanto aquelas com dentes claros e alinhados são tidas como atraentes e bem-sucedidas. Para alcançar esse ideal de sorriso perfeito, muita gente tem procurado o clareamento dentário em consultórios ou recorrido às prateleiras de produtos que garantem deixar os dentes brancos. O cirurgião-dentista Marcelo Pimenta Lopes esclarece o assunto e responde as principais dúvidas sobre o clareamento.
:: Dentes escuros são sinal de má escovação?
Não necessariamente. Existem várias causas para o escurecimento dos dentes, desde problemas ocorridos ainda durante a gestação e a ingestão de certos medicamentos por crianças durante a formação do germe dentário, até o hábito de fumar e consumir excessivamente alguns alimentos, como o café e o chocolate. Há também casos em que o dente escurece por conta de uma infecção na polpa do dente, tratamento de canal mal executado ou algum traumatismo sofrido durante uma queda.
:: Qualquer tipo de mancha pode ser clareada?
Há dois tipos de manchas, as intrínsecas e as extrínsecas. A primeira é aquela que atinge a estrutura interna do dente e costuma ser mais resistente ao tratamento. Pode ser resultado de alterações durante a gestação, infecção causada por cárie ou traumatismo em razão de uma queda, por exemplo. Já as extrínsecas são mais fáceis de tratar e costumam ser causadas por alimentos e substâncias que mancham a superfície dos dentes, como o fumo, o consumo excessivo de café, chá, vinho, entre outros alimentos com corantes. Há ainda as manchas brancas, especialmente aquelas causadas por fluorose, que também são resistentes. Neste caso, o clareamento deixará o dente todo mais claro, diminuindo o contraste e disfarçando o problema.
:: Quais os tipos de clareamento?
Existem basicamente duas técnicas que promovem um clareamento eficaz e duradouro. A primeira é realizada exclusivamente no consultório com uso de produtos concentrados associado ou não à aplicação de uma luz especial, o LED – diodo emissor de luz. A segunda é realizada em casa pelo paciente, supervisionado pelo dentista, com produtos menos concentrados e aplicados em uma moldeira de silicone adaptada à arcada dentária. Pode também ser realizada a técnica mista, que é uma associação do uso caseiro às sessões em consultório. Em qualquer uma das opções, é imprescindível o acompanhamento de um dentista para que o tratamento adequado seja escolhido e a quantidade e periodicidade da aplicação estejam de acordo com cada caso.
:: Pastas e enxaguantes bucais realmente clareiam?
A substância responsável pelo clareamento é encontrada em porcentagens muito baixas nestes produtos comercializados em farmácia e hipermercados. Por isso, eles são eficazes na manutenção após o tratamento, ajudando a prolongar o efeito do clareamento, mas não conseguem oferecer grandes resultados sozinhos.
:: O LED – diodo emissor de luz – é mais eficaz do que o clareamento realizado com moldeiras?
Não, isso depende de cada caso. Geralmente, o tratamento com produtos menos concentrados e por maior tempo promove um clareamento mais duradouro, assim como o uso das duas técnicas associadas. É necessária uma avaliação do histórico e hábitos do paciente para determinar qual o tipo de tratamento mais indicado.
:: Quais os efeitos adversos mais comuns?
Os efeitos adversos mais comuns são sensibilidade e irritação na gengiva. A maior ou menor propensão irá depender da concentração do produto e do tempo de uso, além da sensibilidade do paciente.
:: Quanto tempo dura o efeito do clareamento e como prolongá-lo?
O efeito do clareamento na estrutura interna do dente é permanente, ou seja, ele muda definitivamente a cor do dente. Porém, podem surgir manchas extrínsecas, aquelas causadas pelo consumo de substâncias e alimentos que escurecem a superfície. Limpezas periódicas e um novo procedimento após 2 ou 3 anos resolvem o problema e ainda oferecem resultados bem mais rápidos do que os alcançados na primeira vez. Para se ter uma idéia, uma sessão no consultório ou 3 a 4 dias de uso da moldeira são suficientes para remover essas novas manchas. O uso de pastas dentais e enxaguatórios que visam o clareamento também podem auxiliar a manter os resultados por mais tempo.
:: Há riscos em adquirir os produtos e fazer o tratamento em casa?
Com certeza. Desde a escolha do produto até a dosagem utilizada podem resultar em danos para os dentes caso sejam inadequadas. Os danos vão desde queimaduras na gengiva, sensibilidade intensa, até necrose da polpa do dente em casos mais graves, como quando existem restaurações infiltradas ou cáries não tratadas, por exemplo.

Dr. Marcelo Pimenta Lopes é cirurgião-dentista formado pela USP-Ribeirão Preto e possui curso na área de Odontologia Estética pela APCD – Associação Paulista de Cirurgiões Dentistas – de Ribeirão Preto. Atua em consultório particular e na rede pública de saúde, pela prefeitura de Franca.

Este artigo pertence ao Caminhando Junto Blog.
Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.