Como valorizar o diploma de Jornalismo

O mercado pernambucano de seguros entra na briga pela exigência do diploma de jornalista e se posiciona favorável à sua manutenção. É que, no mês de maio, foi criado o I Prêmio Celedônio Paiva de Jornalismo e uma das exigências para participar da disputa é ter o diploma.
“Da mesma forma que defendemos a formação para os corretores de seguros que atuam no nosso mercado, defendemos a formação acadêmica dos jornalistas, formadores de opinião, que precisam de um embasamento técnico para atuar como tal. Por isso, a exigência do diploma para quem vai participar do Prêmio”, esclareceu Carlos Valle, presidente do Sindicato dos Corretores e das Empresas Corretoras de Seguros de Pernambuco (Sincor-PE), um dos organizadores do Prêmio, ao lado do Sindicato das Seguradoras do Norte e Nordeste (Sindiseg N/NE) e da Escola Nacional de Seguros, em parceria com o Sindicato dos Jornalistas de Pernambuco (SinjoPE).
O prêmio será concedido aos melhores trabalhos que focarem o tema “A Indústria do Seguro como fator de desenvolvimento urbano, social e econômico”, nas categorias jornalismo impresso (jornal e revista), TV e rádio. Os jornalistas que quiserem participar deverão, além de serem registrados no Ministério do Trabalho, estar adimplentes quanto as suas obrigações sindicais.
Os trabalhos deverão ser divulgados em veículos de comunicação do Estado de Pernambuco no período de 15 de maio de 2009 a 30 de setembro de 2009, e regularmente inscritos por seus autores até o dia 02 de outubro de 2009.
Cada jornalista poderá concorrer com, no máximo, cinco trabalhos. A autoria dos trabalhos deverá ser sempre autenticada pela assinatura da matéria, ou em caso de material não identificado, ou identificado por pseudônimo, por intermédio de uma declaração expressa do editor ou responsável pelo veículo.
É vetada a participação de membros da diretoria das três entidades que promovem o prêmio, bem como de pessoas com algum parentesco. A seleção dos trabalhos será feita por uma comissão composta por quatro profissionais de nível superior devidamente registrados no MTB, escolhidos da seguinte forma: um apontado pelo Sinjope, um pelo Sindiseg N/NE, um pela Escola e um pelo Sincor-PE.
Os trabalhos vencedores de cada categoria receberão as quantias de R$ 2.000,00 (Dois Mil Reais), R$ 1.000,00 (Hum Mil Reais) e R$ 500,00 (Quinhentos Reais), para primeiro, segundo e terceiro colocados, respectivamente, além de certificado. Na hipótese do trabalho ter sido realizado por mais de um profissional, o prêmio será dividido igualmente entre os autores. A divulgação dos vencedores será realizada no dia 15 de outubro de 2009, em comunicação das entidades promotoras do certame. O regulamento completo está disponível nos sites www.sincorpe.org.br e www.sindisegnne.com.br.

Este artigo pertence ao Caminhando Junto Blog.
Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.