Atenção Galera, este recado interessa a todos!

A Fundação Pró-sangue, maior hemocentro da América Latina, está com apenas 30% do estoque de sangue necessário para abastecer 130 hospitais da região metropolitana de São Paulo

A Fundação Pró-Sangue, maior hemocentro da América Latina e responsável pelo abastecimento de 130 hospitais da Região Metropolitana de São Paulo, está com apenas 30% do estoque de sangue necessário. O baixo estoque adia as transfusões dos pacientes de talassemia (uma rara forma de anemia), que precisam receber sangue a cada 20 dias, em média, durante toda a vida. Um dos motivos apontados como causador do afastamento dos doadores dos postos de coleta é a baixa temperatura.
O portador de talassemia produz glóbulos vermelhos menores e com menor capacidade de transportar oxigênio aos tecidos. Para corrigir essa falha, o paciente precisa de transfusões de sangue periodicamente.
Merula Steagall, presidente da ABRASTA (Associação Brasileira de Talassemia) e também paciente de talassemia, faz um reforço aos doadores: “Muitos não imaginam o quanto o simples gesto de doar sangue é importante para a sobrevivência de outra pessoa. Por isso, faço um pedido especial àqueles que estão saudáveis: vá até o hemocentro mais perto da sua casa, faça a doação e repita esse gesto regularmente. Os portadores de talassemia agradecem”.
Para doar sangue é preciso ter entre 18 e 65 anos, pesar no mínimo 50 kg, apresentar documento de identidade, estar alimentado e em boas condições de saúde. Quem estiver com gripe ou resfriado, não deve doar temporariamente.
Para facilitar a doação, o posto de Coleta Clínicas, da Pró-Sangue, atende todos os dias da semana, inclusive sábados, domingos e feriados.

Este artigo pertence ao Caminhando Junto Blog.
Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.