Exemplo real de como não antender o seu cliente

O rapaz entrou na concessionária de carros novos e foi direto à mesa do vendedor, tirou do bolso uma página impressa do site da montadora e disse com toda a clareza: “eu quero comprar este carro, como está descrito ai”. O vendedor olha com ar de experiência e argumenta: “bem, nós temos um vermelho no estoque”, e antes que possa concluir a frase o rapaz reafirma: ”não, eu quero como está descrito ai, preto”.
A conversa continua com o cliente em pé e o vendedor sentado.
“Mas se for pedir o carro como você quer vai demorar uns 40 dias e tem mais, esta cor é um pouco mais cara”
Ao perceber de longe que o cliente não parece nada feliz, o gerente de vendas se aproxima e pergunta se esta tudo em ordem, imediatamente o jovem demonstra sua insatisfação.
“O senhor é o gerente então. Deve investir mais na sua equipe. A comunicação está difícil.”
Assustado o gerente pergunta por que, enquanto o vendedor simplesmente sorri. “Eu não vim aqui dar trabalho. Já escolhi o carro, os opcionais, a cor, sei quanto custa, vou pagar à vista e estou pronto para efetivar a compra, só preciso do vendedor para isto. Mas ele está disposto a me aborrecer colocando obstáculos, será que pode me ajudar a acelerar o processo?”
Mais do que rápido o gerente senta e puxa o impresso das mãos do vendedor, trata-se de um modelo esportivo com valor em torno de 70 mil reais e antes que termine de ler, o jovem dá um sinal de como foi tratado.
“Quantos modelos deste são vendidos por dia?”
“Não muitos, é um modelo top, para um nicho bem direcionado de clientes”
“Entendo, isto quer dizer que eu mereço um cafezinho?”
O gerente fica vermelho ao perceber que aquele cliente não teve nenhum tipo de atendimento. É um consumidor que entrou na loja apenas por não conseguir comprar o carro pela internet, mas que não terá saudades do tratamento, não vai indicar a loja e muito provavelmente vai debochar muito do serviço prestado quando estiver com amigos.
Esta foi uma situação real, vivida por uma equipe de vendas que responde por 4 milhões de faturamento ao mês, mas que mostrou não estar preparada para conquistar o cliente. O café servido veio da garrafa térmica e na hora de passar o cartão para efetivar o pagamento, o rapaz teve de ir até o caixa.
A crise econômica já dá sinais de que está de saída, deixando atrás de si um rastro de destruição e de mudanças. Uma das mais importantes foi revelar a incompetência de muitas equipes e empresas, desde controles gerenciais até o atendimento. Ainda no exemplo dos carros, enquanto houver clientes brigando por veículos novos será fácil disfarçar a falta de atenção com o consumidor, mas em épocas de vendas baixas…
Não importa o seu ramo, não importa a sua função, há apenas uma verdade: quem paga o seu salário é o cliente. Por tanto, não o deixe esperando no telefone, não o deixe de pé enquanto você termina de ler o jornal, não coloque obstáculos para que ele tenha o produto que deseja.
Ao contrário, converse com ele, descubra o que mais pode fazer para te-lo novamente na empresa, para fechar novos negócios com ele e com os amigos dele. Isto significa criar relacionamento, ser atencioso e gostar mais de gente do que de papel.
A maré está virando, mas a economia brasileira chamou a atenção de novos concorrentes, por tanto, prepare-se para o que ainda vem pela frente.

Este artigo pertence ao Caminhando Junto Blog.
Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.