Como estimular a produção cultura? Conheça o exemplo de Cataguases

Nesta quinta, em Cataguases, será lançado o projeto conceitual e arquitetônico do primeiro Polo de Audiovisual, Animação e Mídias Digitais de Minas Gerais. O anúncio será feito na abertura do Fórum DiverCidades Criativas. O evento reunirá artistas, produtores, gestores, educadores, empresários, especialistas e autoridades para discutir o desenvolvimento do setor cultural, com foco no audiovisual da região.
O Polo de Audiovisual, Animação e Mídias Digitais de Minas Gerais, nome provisório do projeto, ocupará um espaço de seis mil metros quadrados, na cidade de Cataguases, Zona da Mata mineira. O polo tem construção prevista para os próximos dois anos. Irá abrigar 30 empreendimentos nos núcleos escola, incubadora e estúdios de produção. O projeto tem investimento inicial estimado em R$ 15 milhões. “Vamos buscar parcerias nacionais e internacionais”, adianta César Piva, gestor cultural da Fábrica do Futuro.
Entre fundos públicos, leis de incentivo, patrocínios e recursos diretos, o setor cultural movimenta cerca de R$ 10 milhões na região de Cataguases. A cadeia produtiva do setor gera em torno de 300 empregos diretos, segundo estimativa do Instituto Cidade de Cataguases, gestora da Fábrica do Futuro. ” Com o polo pretendemos dobrar a capacidade de geração de postos de trabalho na área de cultura”, afirma Piva.
Colaboradores da Fábrica do Futuro, na maioria jovens envolvidos nas diferentes etapas de produção do audiovisual, são o público que será estimulado a fazer parte do polo. “Paralelo ao processo de formação empreendedora iniciamos o programa de implantação física da nova unidade. Deixamos de ser um projeto para ser um empreendimento”, informa Piva.
O SEBRAE-MG tem um projeto de estímulo ao desenvolvimento do setor na região. Por meio dele oferece aos profissionais orientações sobre elaboração de planos estratégicos de marketing e capacitações com foco no aumento da competitividade dos empreendimentos. Até o final do ano está prevista a realização de pesquisas de mercado para mapear a oferta e a demanda do segmento audiovisual. O projeto também prevê ações de incentivo à formação de rede cultural, que incluem capacitações e consultorias em gestão empresarial.

Fórum DiverCidades Criativas
A programação do evento inclui mesas redondas, palestras, painéis, mostras audiovisuais, espetáculos e performances multimídias, exposições, lançamento de livros, festival gastronômico e cinema de rua. As discussões serão em torno de abordagens sobre a cultura, educação, tecnologia e desenvolvimento local.
O evento é uma realização do Instituto Cidade de Cataguases, SEBRAE-MG e Prefeitura Municipal de Cataguases, em parceria com o Ministério da Cultura, a Secretaria de Estado de Cultura, Fundação Cultural Ormeo Junqueira Botelho, Instituto Votorantin, Instituto Francisca de Souza Peixoto e Fundação Casa Simão.

Serviço
30 de julho a 1º de agosto
Cataguases/MG
Programação: http://www.fabricadofuturo.org.br/
Entrada grátis

Este artigo pertence ao Caminhando Junto Blog.
Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.