O Herói anônimo da Praça da Paz Celestial

Nosso mundo já se acostumou a lembrar alguns heróis, os responsáveis por conquistas diretas e também por manter acesa dentro de nós a chama da fé. Martin Luter King, Ghandi, Che Guevara são apenas alguns que marcaram politicamente e socialmente bem mais do que uma geração com seus atos e palavras.
Há 20 anos, porém, nascia a história de um herói anônimo. Um homem desarmado que munido apenas de sua fé foi capaz de intimidar um soldado treinado para causar dor e medo. Ao se postar a frente do blindado na Praça da Paz Celestial, aquele chinês mostrou ao mundo a força de sua coragem. Ele não agrediu, não jogou pedras no tanque, apenas ficou diante dele, recusou se curvar diante da tirania da ditadura comunista.
Deu uma lição que não pode ser esquecida. Dizem algumas fontes locais que o militar, piloto do tanque, teria sido fuzilado naquela noite. Já o nosso herói continua anônimo, alguns dizem que morreu também, outros que está exilado, eu prefiro acreditar que ele ainda está lá, como um revolucionário que inflama os espíritos de seu povo.

O que importa é que sua vida inteira foi resumida em alguns instantes e milhares de fotos mundo afora. Minutos tensos e eternos escritos com coragem. Uma lição para ser lembrada.


Este artigo pertence ao Caminhando Junto Blog.
Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.