Nilton Bonder: a diferença entre ser melhor e ser maior

O rabino Nilton Bonder, 52, líder espiritual da Congreção Judaica do Brasil vem emplacando um best seller após o outro, alguns já estão sendo editados nos Estados Unidos e Europa. A declaração abaixo foi dada durante uma entrevista à revista Época, reproduzo este trecho em especial por considerar a abordagem muito interessante.
“Se realmente estamos tentando ser os melhores, não há nada de errado nisso. O problema é querer ser o maior. As pessoas que tentam ser as melhores, em todos os campos, vão para um lugar extremamente gratificante, que é o de ultrapassar as barreiras, ver seu esforço verdadeiro ser retribuído. Ser melhor implica disciplina, esforço, trabalho. Mas muitas pessoas querem ser as maiores. O que normalmente implica atalho, mágica, se dar bem, tirar do caminho aqueles que são melhores.
Esse sonho de ser o maior é ilusório. Quem quer ser o maior vai descobrir a insignificância humana. Aqueles que continuam na busca da excelência verdadeira por meio do trabalho, do estudo – não para o engrandecimento de si mesmos, mas para cumprir sua função existencial, para dar vazão aos seus dons – terão um retorno maravilhoso. O que você conquistou em busca de sua melhor capacidade, isso é o sagrado.”

Este artigo pertence ao Caminhando Junto Blog.
Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.