Desafio: Minas tem a melhor música do país?

Sexta-feira, dia internacional da cerveja, da boa música e também dos bons artigos sobre música. Desta vez, o jornalista Eduardo Souza lança um ambicioso desafio, provar que Minas tem a melhor música do Brasil. Isto tem tudo para dar uma boa conversa, destas que na terra dele, são resolvidas em volta de uma fogueira, sob um céu estrelado e um violão ditando o ritmo. Então, chegue mais e fique à vontade.

As montanhas de Minas sempre foram dilapidadas pela exploração mineral, mas, com toda certeza, ainda abriga as maiores reservas musicais do país. E nessa semana estou escrevendo e expondo todo o meu bairrismo até para criar alguma polêmica. Em todos os segmentos musicais não consegui um estado tão rico quanto esse e com artistas tão expressivos.

Para começar Caetano Veloso já avaliou como o mais importante movimento musical o Clube da Esquina com a participação de nada mais nada menos que Beto Guedes, Flávio Venturini, Fernando Brant, Lô Borges, Milton Nascimento, Toninho Horta e Wagner Tiso. Desses artistas, sem dúvida Milton despontou e conquistou o mundo, ganhando vários Grammys e gravando com artistas de muito renome.

Bom, MPB não é o seu forte? Então vamos falar de rock. No cenário nacional as bandas mineiras são destaque: 14 Bis, Skank e Jota Quest. Qual a banda de rock pesado mais respeitada no mundo? Os mineiros do Sepultura, é claro. Qual o grupo de rock progressivo brasileiro que mais vende discos no planeta? O Sagrado Coração da Terra das minas gerais. Sem contar os prósperos Cartoon, Cálix e Tianastácia. Ah, o Pato Fu foi considerado um dos dez melhores grupos do mundo pela revista Time.

Tá bom seu negócio é sertanejo raiz. Tião Carreiro é mineiro de Montes Claros. A dupla caipira mais respeitada Pena Branca E Xavantinho é mineira. Tá antigo né? A dupla que mais vende discos na atualidade Victor e Léo também é mineira.

Ah, você é daquelas pessoas mais regionais e que adoram um boa música e um bom “causo” juntos. Então não deixe de ouvir os mineirinhos do Vale do Jequitinhonha Rubinho do Vale, Tadeu Franco, Paulinho Pedra Azul e Saulo Laranjeira.

Voltando aos ecléticos da MPB podemos citar três artistas de muito renome: João Bosco, Dércio Marques e Vander Lee. Ainda tem o pagode que tomou conta do país por causa do grupo de Uberlândia, Só pra Contrariar. O samba que teve expoentes máximos como Clara Nunes, Ataulfo Alves e Ari Barroso. É realmente… não tem comparação.

Terminando a lista não poderia deixar de ressaltar a qualidade da excelente e prestigiada cantora Ana Carolina. Se alguém quiser comparar seu estado musicalmente falando pode tentar… difícil é conseguir. Minas mistura ritmos e harmonias que escorrem pelos vales, campos, montanhas, veredas, até chegar dentro do coração das pessoas.

Eduardo Souza é jornalista, mineiro da gema e tocador de violão.

Este artigo pertence ao Caminhando Junto Blog.
Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.