Brasil tem 60 milhões de PCs em uso, aponta FGV

A sociedade e as empresas brasileiras estão em um crescente processo de informatização. É o que revela pesquisa realizada pela Fundação Getulio Vargas divulgada ontem (26). Atualmente, existem no Brasil 60 milhões de computadores em uso. Somente em 2008, foram comercializados 12,2 milhões de unidades. O crecimento foi de 16%, em relação a 2007, e pela primeira vez a venda de PCs superou a de televisores.

Segundo a pesquisa da FGV, o país tem hoje um computador para cada três habitantes. A média brasileira está acima da mundial, estimada em um computador para cada quatro habitantes. A expectativa é que o país atinja a marca de 100 milhões de computadores em 2012.

“O crescimento tem sido rápido e consistente. Em 2000, tínhamos apenas 10 milhões de máquinas”, afirma Fernando Meirelles, professor titular de informática e fundador do Centro de Tecnologia de Informação Aplicada (GVcia) da FGV. Ele diz, entretanto, que o número de computadores existentes no Brasil ainda é muito inferior, por exemplo, ao dos Estados Unidos, estimado em 290 milhões.

O estudo constata ainda que as empresas investem 6% da receita líquida em Tecnologia de Informação (TI). O valor dobrou em 12 anos. Para Meirelles, o setor de serviços é o que deve gastar mais com tecnologia neste ano. ‘Serviços deve investir mais, como já vem ocorrendo nos últimos anos, e finanças continuará sendo o destaque. Os serviços das instituições financeiras estão cada vez mais relacionados à tecnologia, por isso os gastos e investimentos são inevitáveis’, diz.

Nas empresas, a Microsoft domina o uso de softwares, com 92% de presença do pacote de aplicativos Office e 97% do sistema operacional Windows . Nos servidores corporativos o Linux tem 19% do uso no ambiente operacional e a Oracle 35% de participação em Bancos de Dados.
A pesquisa analisou 2 mil médias e grandes empresas brasileiras.

Este artigo pertence ao Caminhando Junto Blog.
Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.