Acidente de moto é primeira causa de lesão medular

Acidente com meios de transporte é a principal causa de paraplegia e tetraplegia. Em segundo lugar estão as lesões por armas de fogo.

A Clínica de Lesão Medular da AACD – Associação de Assistência à Criança Deficiente – divulga pesquisa que aponta os acidentes de trânsito como a primeira causa de lesão medular. Os dados dizem respeito ao ano de 2008. Segundo o levantamento, foram atendidos 195 pacientes entre adultos e crianças. Destes, 77,4% tiveram lesões traumáticas (acidentes de trânsito, tiro, quedas, por exemplo) e 22,6% lesões não traumáticas (tumores, infecções, acidentes vasculares, por exemplo).

Dentre os números de vítimas de lesão medular por acidentes de trânsito, os acidentes com moto lideram o ranking com 43,6% dos casos, seguidos pelos acidentes de carro que representam 36,4%, atropelamento 12,7%. Acidente com bicicleta e acidente com caminhão somam 7,2%.

Para Eduardo de Almeida Carneiro, presidente voluntário da AACD, conscientização e condições que permitam que as motos circulem sem taxa de risco tão elevada são as ações que podem diminuir o número de acidentes. “Motocicleta é um meio de transporte imprescindível e consolidado, sobretudo na capital paulista. Não nos cabe nenhuma tentativa de acabar com esse meio de transporte. O que nos cabe, como missão de Estado, é criar uma boa legislação, fiscalização mais rigorosa e melhores condições de tráfego”.

Uma das alternativas, segundo Carneiro, é a criação de pistas exclusivamente para motos não nas vias principais, mas nas paralelas. “O motociclista pode achar uma opção ruim, mas depois ele vai perceber que ganhou não só mais velocidade. Ganhou, também, mais mobilidade e, sobretudo, mais segurança”.

Conscientização é outro caminho que deve ser seguido, de acordo com o presidente voluntário da AACD, “e trabalhar nesse sentido também é uma missão de Estado”, afirma. “Motoristas de automóveis e motocicletas precisam se conscientizar dos riscos que implicam dirigir uma motocicleta ou um automóvel que esteja rodeado por motos. Em outras palavras, abominar a motocicleta não é o caminho correto. Trata-se de uma questão de conscientização e de criar condições que permitam que esse meio de transporte possa fluir com menos risco”.


Este artigo pertence ao Caminhando Junto Blog.
Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.