Como a web 2.0 vai ser usada na Globo

Esta semana a TV Globo fez o seu tradicional lançamento da nova programação, à parte o desfile de celebridades, o que realmente chama a atenção é a mudança de postura do jornalismo. Formado pelo maior, mais bem pago e mais bem equipado time de profissionais, quem prestou atenção no lançamento viu que o destaque passou para o espectador. Em todos os programas de rede, o sujeito que ficava sentado na poltrona de casa, agora terá uma parcela de participação muito maior.
A mudança na postura será possível graças a uma série de novas tecnologias e da convergência entre elas, incluindo a TV digital, a melhora na transmissão da internet com a popularização da banda larga Brasil afora e também da conectividade nos celulares. Estas ferramentas vão permitir que a poltrona agora esteja praticamente nas redações.
Mas tudo isto não bastaria, se o espectador não tivesse criado o hábito de palpitar, de pensar em grupo e gerar conteúdo. Isto só tem sido possível graças ao que vem sendo chamado de Internet 2.0, uma denominação criada em 2004 pela empresa americana O’Reilly Media para designar uma segunda geração de comunidades e serviços, tendo como conceito a “web como plataforma”, envolvendo wikis,aplicações baseadas em folksonomias, redes sociais e tecnologia de informação. Embora o termo tenha uma conotação de uma nova versão para a Web, não se refere à atualização nas suas especificações técnicas, mas uma mudança na forma como ela é encarada pelos usuários e desenvolvedores.
Um bom exemplo disto é a Wikipédia, a enciclopédia aberta onde todo mundo pode escrever, complementar, corrigir e contribuir com o conhecimento seja mundial ou local. As redes sociais hoje servem para grandes debates profissionais, relacionamento, divulgação e tudo o mais que seja possível a participação do usuário. O blog Caminhando Junto é fruto desta mudança, já que é possível porque é simples, prático, não foi necessário nenhum conhecimento técnico para criá-lo, apenas a produção de conteúdo.
Tudo muito bonito, mas o que isso vai impactar na sua vida profissional? Tudo. A informação tem um efeito nuclear, de dentro para fora, alterando toda a realidade em que toca. Então, se você é um profissional de comunicação, imagino que gerar conteúdo não seja um grande desafio, não é? É sua chance de participar, mostrar serviço, compartilhar idéias, mostrar caminhos novos e até mesmo brigar muito.
Para pequenas e médias empresas este momento trás uma revolução na divulgação de seus produtos. Com investimentos muito pequenos é possível criar marcas de sucesso como fizeram a Malu Magalhães e o D’ Black. Então, se você é empresário é hora de questionar sua agência, a internet dá resultado sim e quando falo em resultado falo em lucro.
Por muito tempo se dizia “apareceu na Globo é verdade”, agora mais do que nunca.

Este artigo pertence ao Caminhando Junto Blog.
Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.